Dia Internacional da Pessoa com Deficiência terá palestras

Dia Internacional da Pessoa com Deficiência terá palestras

Dia Internacional da Pessoa com Deficiência terá palestras.Evento debate a importância da inclusão da pessoa com deficiência, será aberto ao público e gratuito
Dia Internacional da Pessoa com Deficiência terá palestras.Evento debate a importância da inclusão da pessoa com deficiência, será aberto ao público e gratuito

O Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (CMDPD) de Valinhos promove duas palestras nesta quinta-feira, dia 5, a partir das 18h, no Plenário Ulisses Guimarães, na Câmara Municipal, para marcar o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência. O evento debate a importância da inclusão da pessoa com deficiência, será aberto ao público e gratuito, sem que seja necessário se inscrever antes.

Segundo o presidente do CMDPD, Jorge Yamashita Filho, as palestras vão acontecer depois de um café de confraternização. O encerramento está previsto para as 20h40.

A primeira palestra “Palestra Direito e inclusão da pessoa com deficiência: De quem é a responsabilidade?” está marcada para às 19h, com a psicóloga Regiane Alves Costa Fayan, especialista em psicologia social pela USP (Universidade de São Paulo).
Ela atua na área há 12 anos, foi organizadora da Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência Comentada, de 2016, e lidera o Programa Mobilização para Autonomia da Fundação FEAC.

A segunda palestra tem início previsto para às 19h50, com o educador físico, sócio-proprietário da Revela Soccer Brasil e técnico da Associação Atlético da Ponta Preta de amputados, César Augusto Gonçalves da Costa. Ele conta com a participação do time de amputados da Ponte Preta.

CMDPD

O presidente do CMDPD explica que o órgão tem como objetivo assegurar e promover em Valinhos as condições de igualdade, o exercício dos direitos e liberdades fundamentais para a pessoa com deficiência, visando sua inclusão social e cidadania. "Temos como meta fazer ser cumprido o exercício pleno dos direitos civis e humanos das pessoas com deficiência em busca de sua integração social, igualdade de direitos e participação plena na sociedade", afirma.