As preocupações da vida

As preocupações da vida

Coluna Momentos

com pastor Rui Mendes Faria

Meus amados leitores, nesse mundo temos muitas preocupações, desde as básicas até as mais supérfluas. Todos nós precisamos pensar no que vamos comer e vestir, por exemplo. Todavia, há também aqueles que se preocupam em comprar a televisão de última geração que viram no comercial da televisão. A questão fundamental é: Até que ponto devemos nos preocupar com essas coisas?

A Bíblia dá a resposta: “Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas” (Mateus 6.33). Para bem entender essa passagem, é necessário ler os versículos anteriores, pois ela é a conclusão. No capítulo 6 Jesus está dando continuidade ao Sermão do Monte, onde apresenta à multidão o Reino dos Céus.

A época em que viviam era marcada por uma opressão muito grande dos romanos, havia cobrança enorme de impostos, muita injustiça e a condição de vida da maior parte das pessoas não era boa, não era incomum a fome, algo muito parecido com os dias atuais, com sutis diferenças.

No discurso, Jesus fala sobre o amor ao dinheiro, dizendo que ninguém pode servir a Deus e a Mamom ao mesmo tempo (Mateus 6.24). Na sequência, diz que não devemos andar preocupados quanto ao que havemos de comer, beber ou vestir, porque Deus está cuidando disso tudo por nós (Mateus 6.25-32).

Como se nota, Mateus 6.33 faz parte do encerramento de uma lição muito importante: Não devemos jamais ficar ansiosos e temerosos em razão das nossas necessidades, pois o Senhor as conhece e as proverá. Precisamos é nos focar no Reino de Deus, porque, assim, todas as demais coisas nos serão acrescentadas. Isso não significa que podemos abandonar o trabalho e sermos irresponsáveis, mas que não devemos ficar ansiosos, temerosos e desesperados se algo porventura faltar momentaneamente, porque no momento certo, Deus providenciará.

Quanto ao mais, podemos ter bens para desfrutá-los nessa terra, mas precisamos atentar para não sermos amantes do dinheiro ou, como diz a Bíblia, não podemos servir a Mamom. Os bens estão ao nosso serviço, não o contrário. Fujam do consumismo, meus queridos!

Todos têm necessidades e preocupações, como dinheiro, comida, roupa, casa e trabalho, essas coisas são essenciais e Deus sabe disso, mas há uma coisa mais importante: O Reino de Deus. Busquemos por ele em primeiro lugar, com fé e amor a Deus e ao próximo.
Deus abençoe a todos.