Valinhos terá Plano de combate ao Covid-19

Valinhos terá Plano de combate ao Covid-19

Entre as ações debatidas, destacam-se campanhas de conscientização, intensificação da fiscalização da vigilância e da guarda municipal contra aglomerações e desrespeitos às regras sanitárias além de outras ações
Entre as ações debatidas, destacam-se campanhas de conscientização, intensificação da fiscalização da vigilância e da guarda municipal contra aglomerações e desrespeitos às regras sanitárias além de outras ações

Em encontro com associações e entidades sociais da cidade de Valinhos, a prefeita Capitã Lucimara apresentou dados preocupantes da situação da Pandemia na cidade ao mesmo tempo em que detalhou ações que, com a participação ativa das associações e entidades, pelo recente Comitê Municipal contra o Covid-19, criado neste início da gestão da Prefeita, devem nortear o cenário de combate ao Covid, sem causar prejuízos a segmentos econômicos da cidade em detrimento de outros.

Mais de 20 representantes, com distanciamento um dos outros e respeitando as regras sanitárias, estiveram na quinta-feira passada na Sala Ivan Fleury, na Prefeitura de Valinhos, e se reuniram com a prefeita Capitã Lucimara que estava ao lado do vice-prefeito, e chefe de Gabinete, Major Osvaldo Luiz de Rocco, além da secretária de Saúde, Carina Massaglia. Também presentes estiveram os vereadores André Amaral e Thiago Samasso, representantes do Hospital e Maternidade Galileo, da Santa Casa de Valinhos, da ACIV - Associação Comercial e Industrial de Valinhos, da AEVAL - Associação Empresarial de Valinhos, da OMEV (Ordem dos Ministros Evangélicos de Valinhos), da Igreja Católica, da FEAV (Fórum das Entidades Assistenciais de Valinhos), do SENAI, da OAB Valinhos (Ordem dos Advogados do Brasil), da Vigilância Sanitária , Rede Século 21, além de secretários da administração municipal.

“O momento é de serenidade, prudência e agir com planejamento e união. Por isso, estamos juntos neste Comitê para criarmos o Plano Valinhos de combate ao Covid-19. Não é um Plano simplesmente para fechar setor A e deixar setor B aberto. É um ação integrada, de discussões horizontais, em que o diálogo com todos os setores será sustentado no planejamento de ações que nascem de discussões como as que estamos realizando hoje. A ocupação de 100% dos leitos de UTI na Santa Casa e no Hospital Galileo é preocupante, como é o cenário em muitas cidades da região de Campinas. Vamos construir alternativas que respeitem as regras sanitárias, ampliem a conscientização de todos, permita o desenvolvimento econômico sem privilégios e preserve o bem mais precioso que temos neste mundo que é a Vida”, afirmou a prefeita Capitã Lucimara Godoy.

Entre as ações debatidas, destacam-se campanhas de conscientização, intensificação da fiscalização da vigilância e da guarda municipal contra aglomerações e desrespeitos às regras sanitárias além de outras ações para, de um lado, não causar prejuízos econômicos e, ao mesmo tempo, reduzir o fluxo de pessoas sobretudo em horários de pico, sempre com o foco central em preservar Vidas e reduzir a pressão no sistema hospitalar.

Nos próximos dias, após encontros segmentados das associações e entidades com os respectivos grupos que representam, será concluído as  ideias apresentadas nesta reunião inicial, para o lançamento oficial do Plano Valinhos de combate ao Covid-19. O presidente da ACIV (Associação Comercial e Industrial Valinhos), Emerson Ferrari, irá se reunir com os comerciantes associados nesta semana, assim como o presidente da Aeval (Associação dos Empresários de Valinhos), Rafael Di Falco Cossiello, com as empresas associadas.

A GCM (Guarda Civil Municipal), em conjunto com a Polícia Militar (PM), já intensificaram neste final de semana as fiscalizações em estabelecimentos e nas ruas, com o intuito de cobrar ações de segurança sanitária, como uso de máscara e álcool em gel. Sete comércios irregulares foram vistoriados devido ao funcionamento fora do horário, aglomerações e à falta de uso de máscaras de proteção pelos funcionários. Além disso, 11 festas clandestinas foram interrompidas e 120 pessoas foram abordadas. 2 boletins de ocorrência foram registrados no plantão da Delegacia de Valinhos (SP).