Valinhos tem 20 profissionais de Saúde contaminados por coronavírus

Valinhos tem 20 profissionais de Saúde contaminados por coronavírus

O coronavírus começou a atingir os guerreiros da linha de frente no combate à COVID-19 em Valinhos. Durante a última semana, entre os dias 18 e 22 de maio, 20 profissionais de saúde e quatro guardas municipais foram diagnosticados com a doença. Um dos GCMs está internado na UTI.

Na sexta-feira, dia 22, Valinhos chegou a 117 pacientes confirmados de coronavírus, com seis novos casos registrados. A cidade enfrenta avanço rápido da doença nas últimas semanas. Entre os casos positivos de pacientes registrados, nove estão internados em hospitais de Valinhos.

De acordo com a Secretaria de Saúde, até sexta-feira, a taxa de ocupação dos leitos de UTI destinado ao COVID-19 no município era de 61,5%. A cidade tem ainda 39 pacientes internados, 17 deles em UTI, com suspeita da doença ou confirmados.

Os novos casos registrados em Valinhos são de moradores do Jardim do Lago, Jardim Centenário, Jardim Soleil, Jardim Santo Antônio e da região, que circulam por Valinhos.

O número de mortes permanece estável, com 6 óbitos registrados. O Jardim Pinheiros é o bairro com o maior número de contaminados na cidade, dez moradores, à frente do Paiquerê, com nove moradores.

A Secretaria da Saúde contabiliza casos de munícipes e não munícipes confirmados com covid-19 na mesma tabela de dados, já que todos os não munícipes com exames positivos têm alguma ligação com a cidade, como trabalho, parentes e imóveis de veraneio (chácaras para finais de semana).

Dos 117 casos confirmados da doença, 76 são de Valinhos e 41 de outros municípios. Valinhos tem 69 pacientes recuperados, quatro internados e três mortes. Há ainda 33 recuperados, cinco internados e três mortos de cidades da região.

Valinhos tem 162 casos suspeitos esperando resultados de exames no Instituto Adolfo Lutz, da Secretaria de Estado da Saúde.
A recomendação do Ministério da Saúde, da Secretaria de Estado da Saúde e da Organização Mundial da Saúde é para que as pessoas evitem sair de casa. O isolamento social é a melhor forma de se proteger do coronavírus.

Mortes confirmadas
- Homem de 69 anos, morreu no dia 5 de abril na Santa Casa, onde estava internado desde o dia 1 de abril. O paciente tinha histórico de neumopatia crônica, cardiopatia e diabetes.

- Homem de 64 anos, internado no dia 26 de março e morreu no dia 29. Tinha histórico de pressão alta.

- Homem de 90 anos, internado no dia 2 de abril na Casa de Saúde, em Campinas, e teve alta no dia 4. Voltou a ser internado por complicações da doença no dia 9 e morreu no dia 14 de abril.

- Homem de 82 anos, internado na UTI Santa Casa dia 14 de abril e morreu dia 17 de abril. Morador de Campinas (Jardim Centenário), tinha comorbidades (doença neurológica, doença cardiovascular, diabetes e doença renal) e mantinha vínculos com Valinhos.

- Homem de 83 anos  internado na UTI do Hospital Galileo no dia 26 de abril. Morreu dia 26. Ele tinha comorbidades (doença cardiovascular e diabetes) e morava no bairro Brasil, em Itu (SP), mas mantinha vínculo com o município.

- Mulher de 71 anos, foi internada no Hospital Galileo no dia 23 de março e morreu no dia 5 de abril. Ela tinha doença cardiovascular. Moradora de Amparo e mantinha vínculos com Valinhos.

+ Fotos: