Valinhos não contabiliza casos de H1N1

Valinhos não contabiliza casos de H1N1

Até esta quinta-feira, 7/4, o município de Valinhos não tem pacientes afetados com a gripe H1N1. De acordo com a Secretaria de Saúde, o município tem 11 notificações (1 negativo) para a para Síndrome Respiratória Aguda (SRGA), que pode ou não ser ocasionada por Influenza A e Influenza B.

Por medida preventiva, todos os médicos da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) começaram, nesta semana, a utilizar máscaras respiratórias para minimizar o risco de contrair doenças. De acordo com o calendário nacional do Ministério da Saúde, a campanha vacinal tem início em 30/4 com a oferta das vacinas nos postos de saúde.

No ano passado, a cidade não registrou nenhum caso da doença. Conforme destacou a clínica geral da rede, Maria Inez Alcântara de Gouveia, as gripes são doenças presentes durante todo o ano, porém, com maior incidência em meses mais frios e em regiões mais frias do país, como o Sudeste e o Sul.

“Diferentemente de anos anteriores, a epidemia não obedeceu à sazonalidade este ano, instalando-se em pleno verão e em todas as regiões do país, provocando mortes, até no Nordeste”, lembrou.

Ainda de acordo com a especialista, pelo fato de o vírus estar mais resistente e não havendo antecipação da campanha vacinal, a prevenção é a melhor forma de evitar a gripe. “Se você apresentar febre alta de início súbito, dores articulares, dor de garganta e cabeça, coriza, procure atendimento médico imediatamente”, indica.

Dicas
- Lavar as mãos sempre e higienizá-las com álcool gel 70%
- Use álcool 70% para limpeza de superfícies;
- Não levar as mãos à boca, ao nariz ou aos olhos, após contato com pessoas ou áreas contaminadas;
- Evitar aglomerações, abraços e beijos;
- Ventilar os ambientes;
- Ao tossir ou espirrar, proteger o rosto com o braço;
- Não usar telefones, telefones celulares, copos e talheres ou utensílios de outras pessoas.