Guardas receberão medalhas após parto e dois salvamentos

Guardas receberão medalhas após parto e dois salvamentos

O GCM Leonardo da Silva Agostinho, cedido ao Corpo de Bombeiros, com a mãe e o bebê que ajudou a vir ao mundo
O GCM Leonardo da Silva Agostinho, cedido ao Corpo de Bombeiros, com a mãe e o bebê que ajudou a vir ao mundo

Quatro guardas civis da GCM (Guarda Civil Municipal) de Valinhos receberão a condecoração de Mérito da Vida por ações que salvaram vidas na cidade. Márcio Luiz Pires, Ademir de Lima Albuquerque e Sandra Verdó realizaram, em situações diferentes, procedimento para liberação de vias respiratórias de bebês engasgados. Leonardo da Silva Agostinho ajudou a realizar um parto dentro da viatura da Guarda.

A medalha e a barreta serão entregues em solenidade no dia 4 de outubro, quando se comemora os 36 anos de atividade da corporação.

A entrega da honraria é prevista em lei. As medalhas estão em fase de confecção.

Para o secretário de Segurança Pública e Cidadania, coronel Carlos Roberto Prestes, a condecoração é um reconhecimento pelo trabalho dos guardas civis. “É uma forma de motivação, estamos reconhecendo os valiosos serviços prestados pelos nossos agentes. A legislação permite reconhecer e destacar o trabalho dos guardas civis”, afirmou.

Os casos

“Eu só ajudei. Na hora vem tudo o que você aprendeu para poder ajudar a pessoa com problema”, disse o GCM Márcio Luiz Pires. No dia 1º deste mês, ele salvou um bebê de um ano e dois meses que tinha engasgado com secreções pulmonares, no Jardim das Figueiras.

A atuação de Pires foi tão rápida que, antes do procedimento, ele ainda orientou o acionamento do 192 da UPA (Unidade de Pronto Atendimento), sendo recebido por uma equipe médica. Ao chegar ao local, a equipe deu suporte na continuidade dos procedimentos de monitoramento e o bebê foi conduzido para avaliação especializada. “Graças a Deus, deu tudo certo”. Ele mantém contato com a família e sabe que a criança passa bem.

Os guardas civis Ademir de Lima Albuquerque e Sandra Verdó também passaram por situação semelhante. Salvaram em ação conjunta a vida de um bebê de apenas 2 meses de vida, que havia se engasgado com as secreções dos pulmões e não respirava mais. “A família estava indo à consulta médica agendada, quando perceberam que o bebê não respirava mais”, relembra Sandra.

Ao avistar a viatura, o pai do bebê pediu ajuda. Além de acionar a ambulância, ambos GCMs começaram a realizar os procedimentos de desengasgo. “Na hora a gente sente a adrenalina subir, mas é preciso controlar o nervosismo e aplicar o que se aprendeu na qualificação”, diz Albuquerque. A ocorrência foi registrada em 2015 próximo à Fonte Sônia. “Eu acompanho o crescimento do David. Viramos amigos da família”, diz Sandra. Na ocasião, o então bebê ficou internado com um quadro de broncopneumonia.

A história do GCM Leonardo da Silva Agostinho, que atua no Corpo de Bombeiros da cidade, terminou com um recém-nascido em seus braços no dia 10 de março deste ano. A ideia era levar a gestante do Vale Verde, que já tinha a bolsa rompida, até o hospital, mas não foi possível. No meio do caminho, as contrações aumentaram. “Na viatura de resgate tem um kit para estas ocorrências. Eu nunca tinha feito na prática um parto, mas temos treinamento para isto”, garante, lembrando que havia outros dois bombeiros.

Agostinho mantém contato com a família até hoje. “É um tipo de atendimento diferenciado. Você acaba criando um vínculo com a família porque foi uma vida que você ajudou”, explica. Na requalificação são repassados diversos ensinamentos, como primeiros socorros, combate a incêndio, aspecto comportamental e outros. “Aprendemos a fazer salvamento em altura e aquático”, completou.

Legislação

A entrega da medalha e barreta está prevista na Lei nº 4.979, de 13 de março de 2014, que instituiu condecorações e prêmios aos integrantes da GCM, visando à prestação de relevantes serviços à sociedade valinhense. Sua finalidade é a de reconhecer, agradecer, homenagear e recompensar o mérito profissional da bravura, da colaboração, do desempenho, da dedicação e do interesse pelo aprimoramento.

Na legislação estão especificadas as categorias Mérito da Guarda; da Ação; de Cidadania; da Corporação; e da Vida. A atuação dos quatro guardas civis está prevista nesta última categoria, que é destina a premiar os GCMs que por dedicação, abnegação e capacidade profissional tenham prestado bons serviços à corporação, resultando em salvamento de pessoas em situação de risco de vida.

O Decreto nº 8.632, da mesma data, regulamenta a lei e prevê a padronização das condecorações instituídas pela corporação em anexo único. O anexo define as cores utilizadas e o tamanho das fitas, medalhas e barretas, assim como a frente e versa destas duas últimas.

O comandante Sidnei Aureliano com o GCM Márcio Luiz Pires

 

Fonte: Departamento de Comunicação - Prefeitura de Valinhos 

+ Fotos: