Aplicação de 2ª dose da vacina CoronaVac pode ser ministrada em até 28 dias

Aplicação de 2ª dose da vacina CoronaVac pode ser ministrada em até 28 dias

Prefeitura de Valinhos

A Vigilância Epidemiológica informa que a 2ª dose da vacina CoronaVac, ministrada a partir do dia 2 de fevereiro, na Campanha Nacional de Imunização Contra a Covid-19, no município, poderá ser ministrada em um intervalo de 14 a 28 dias após a primeira dose, conforme a recomendação do Butantan.

O prazo de 21 dias, que consta na carteirinha recebida após a vacinação da primeira dose, foi um período inicialmente estipulado, visando o recebimento de novos lotes de vacina. Assim, a Secretaria da Saúde alerta para que tantos os idosos, como os profissionais da saúde, que receberam a primeira dose a partir de 2 de fevereiro e que iriam receber a segunda dose já a partir deste sábado (27), aguardem um novo agendamento para a remarcação das datas.

“Em razão do atraso na entrega de novos lotes pelo Governo Federal, fomos obrigados a estender este prazo para até 28 dias, tempo este que também está dentro do recomendável pelo Instituto Butantan, que é o fabricante da CoronaVac, sem prejuízos à soroconversão, que na prática significa o quanto o organismo fica imunocompetente ao SarsCov”, disse o enfermeiro Rafael Lima, que faz parte da coordenação da Campanha em Valinhos.

Ele também explicou que inclusive, caso a pessoa que tomou a primeira dose tenha dificuldades para receber a segunda, dentro deste período de até 28 dias, por problemas de saúde ou viajem, por exemplo, a recomendação é para que complete o esquema vacinal em outro momento. Já a vacina da Oxford/AstraZeneca possuí o intervalo de 12 semanas entre a primeira e a segunda dose da vacina, no mínimo.

Assim que o governo estadual disponibilizar novos lotes de vacinas ao município para a aplicação de segundas doses, a Secretaria da Saúde irá disponibilizar links de agendamentos prévios no site oficial da Prefeitura de Valinhos.