Valinhos pode ter mais de 88 mil eleitores nas eleições de 2018

Valinhos pode ter mais de 88 mil eleitores nas eleições de 2018

Internet

A biometria é uma tecnologia que confere mais segurança na votação
A biometria é uma tecnologia que confere mais segurança na votação

Cerca de aproximadamente 88.750 eleitores poderão votar em Valinhos nas eleições gerais de 2018, que deverão acontecer em menos de um ano. A estimativa, feita com exclusividade pela reportagem da Folha de Valinhos, foi realizada com base nos dados disponibilizados pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) dos últimos dez anos para o mês de outubro, período eleitoral.
Para chegar ao número apresentado, foi usada a média dos últimos dez anos (entre 2007 e 2017) da variação percentual do número de eleitores. Essa média é de aproximadamente 2,012%. Em 2007, 71.257 pessoas estavam aptas a votar na cidade. Este ano o número passou para 87.009 indivíduos, uma variação de cerca de 22%.
Na última década, o ano que houve uma maior variação percentual foi de 2011 para 2012, quando a quantidade de eleitores em Valinhos passou de 78.079 para 81.102 pessoas (3,87%). Já o ano em que houve o menor crescimento de eleitores na cidade foi entre 2014 e 2015, quando a quantidade passou de 84.753 para 85.101 indivíduos (0,41%).

Biometria
O Cartório Eleitoral de Valinhos alerta para um boato falso que foi espalhado por meio de mensagens no WhatsApp. Na mensagem existe o alerta de que os eleitores que não fizerem o cadastro biométrico terão de pagar uma multa de R$ 150, além da suspensão de todos os documentos de identificação. No entanto, isso é falso.
Segundo a Chefe de Cartório, Andrea Betty Cresta, o boato começou a se espalhar na última terça-feira, 21, causando apreensão na população valinhense. “Quero deixar claro que isso (boato) não é verídico. O cadastro biométrico em Valinhos, por enquanto, não é obrigatório. Ninguém será prejudicado se não fizer o cadastro agora”, afirmou.
Ainda de acordo com Andrea, só existem duas possibilidades de o eleitor ser multado pela Justiça Eleitoral. “Uma delas é se ele tiver alguma pendência eleitoral, ou seja, não ter votado em algum turno de eleições anteriores. A outra é por propaganda eleitoral irregular. Fora essas, não existe outra maneira do eleitor ser multado. Isso reforça o fato do boato não ser verdadeiro”, explicou.
Segundo o TRE (Tribunal Regional Eleitoral), até o momento cerca de 16% dos eleitores de Valinhos já fizeram o cadastramento biométrico, ou seja, 13.911 pessoas.
Nos dois primeiros sábados de dezembro (dias 2 e 9), o Cartório Eleitoral de Valinhos (Rua Doutor Cândido Ferreira, nº 63 – Centro)  funcionará das 9h às 18h para realizar o cadastramento biométrico dos eleitores valinhenses, mesmo ainda não sendo algo obrigatório.

 

Luiz Felipe Leite
Repórter