Santa Casa recorre à Câmara para cobrar acordo com a Prefeitura

Santa Casa recorre à Câmara para cobrar acordo com a Prefeitura

A Santa Casa encaminhou ofício à Câmara nesta segunda-feira, dia 13, solicitando utilizar a Tribuna para explanar a respeito das dificuldades em celebrar novo convênio com a Prefeitura de Valinhos. O atual contrato entre o hospital e a Administração Municipal será encerrado em janeiro de 2022.

A Prefeitura já encaminhou uma minuta de convênio para abrir as negociações visando renovar o convênio. Porém, segundo representantes do hospital, a nova minuta prejudica o trabalho da instituição. Fernando Pozzuto e Wagner Ceroni, respectivos superintendente e provedor do hospital, criticam a atuação da Prefeitura.

“O Gestou Público SUS local insiste em manter a proposta de convênio de forma impositiva, sem negociar nenhum item, que ao nosso entendimento trarão grandes prejuízos e dificuldades operacionais para o bom andamento dos serviços assistenciais”, afirmam através da carta enviada aos vereadores.

Além disso, eles mencionam uma pressão por parte da Administração Municipal e a ameaça de iniciar novo processo licitatório para empresas interessadas na área da saúde. “Ainda de forma surpreendente, o Gestor local ignorou reinvindicações e exigiu uma reposta até Às 14h do dia de hoje sob pena de efetuar a publicação do edital chamando outros interessados na prestação de serviços de saúde com urgência e emergência”.   

Prefeitura de Valinhos
Para amenizar a possível crise a prefeita Lucimara Godoy (PSD) realiza reunião com os vereadores nesta terça-feira, dia 14, no Paço Municipal, para apresentar detalhes da proposta de renovação com a Santa Casa de Valinhos.

A Prefeitura divulgou Nota nesta terça-feira alegando que ‘por motivos desconhecidos, a Santa Casa de Valinhos não apresenta, até o momento, concordância com esta proposta, mesmo com este aumento de R$ 100 mil mensais no novo contrato’.