Orçamento de Valinhos para 2021 entra na pauta da sessão da Câmara

Orçamento de Valinhos para 2021 entra na pauta da sessão da Câmara

A Câmara deve votar na sessão de terça (24) o projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA), que estabelece as receitas e fixa as despesas de Valinhos para o próximo ano em R$ 661.885.000,00.

O projeto da LOA destinou R$ 526 mi para as despesas da Administração Direta, que incluem os custos da Câmara e dos diferentes departamentos da Prefeitura. O valor estimado para o Departamento de Águas e Esgotos é R$ RS 65,5 mi. Já o Valiprev deve receber R$ 70,4 mi. O texto passou por duas consultas à população: uma audiência pública na Câmara e uma consulta no site da Prefeitura.

A pauta da sessão inclui, ainda, o projeto de lei e emendas regulamentando os food trucks em áreas privadas em Valinhos. Se o texto do vereador Rodrigo Fagnani Popó (PSDB) for aprovado e virar lei, os trailers de comida precisarão ter um alvará, com CNPJ registrado na cidade, para vender comida em áreas privadas.

Também está em pauta o projeto do vereador Henrique Conti (PTB) concedendo auxílio-aluguel às mulheres vítimas de violência doméstica.

A sessão começa às 18h30 e será transmitida ao vivo pela TV Câmara (canal 9 da Vivo), Facebook e Youtube.

A Câmara fica na Rua Ângelo Antônio Schiavinato, 59, no Residencial São Luiz. Em razão das limitações impostas pela pandemia, está permitida a entrada de até 40 pessoas no plenário.

Orçamento 2021                      

O orçamento de 2021 é 1,21% maior do que o de 2020. Na mensagem que acompanha o projeto da LOA, o prefeito Orestes Previtale (DEM) destaca que a crise econômica nacional deve afetar os repasses federais e estaduais. A Prefeitura estima receber para o ano que vem R$ 258 mi em transferências do Estado e União.

Veja no quadro abaixo o valor previsto para o orçamento das diferentes áreas da Administração Direta: