Homem é preso pela Polícia Civil de Valinhos no Água Nova

Homem é preso pela Polícia Civil de Valinhos no Água Nova

Da Redação

André Luis Dias Cardoso estava na casa onde morava quando foi detido; segundo parentes, ele cumpria regime de semiaberto.
André Luis Dias Cardoso estava na casa onde morava quando foi detido; segundo parentes, ele cumpria regime de semiaberto.

Da Redação

André Luis Dias Cardoso, de 34 anos, foi preso na tarde de segunda-feira, 26, na casa onde morava no bairro Água Nova. Segundo a Polícia Civil de Valinhos, ele foi detido por agentes do SIG (Setor de Investigações Gerais da Polícia Civil) devido a um mandado de prisão expedido pelo Poder Judiciário. Familiares de André Luis, no entanto, afirmam que ele cumpria regime de semiaberto e que não era foragido. Ele foi encaminhado no mesmo dia para o 2° DP (Distrito Policial) de Campinas.

De acordo com o delegado do SIG, Sandro Jonasson, a Polícia Civil chegou até André Luis após uma investigação da corporação. “Ele tem mais de 15 passagens na polícia por furto e roubo. Tínhamos informações que ele estava em uma casa em Valinhos”, afirmou.

Ainda segundo Jonasson, o detido fez o exame de corpo de delito no IML (Instituto Médico Legal) em Campinas e foi levado depois para a carceragem do 2° DP, no bairro São Bernardo, em Campinas.

A irmã de Andreia Cardoso, no entanto, disse que o irmão dela não estava foragido, pois tinha residência e emprego fixos. “Meu irmão sempre morou na Água Nova e estava dormindo, pois precisava descansar para trabalhar durante a noite, quando foi preso. No momento ele cumpria regime semiaberto por uma condenação de 2012. Sei que ele já errou muito, mas questiono a maneira que a prisão dele foi divulgada”, afirmou.

O delegado Sandro Jonasson, em relação ao que foi questionado por familiares de André Luis, informou que apenas cumpriu um mandado de prisão expedido pelo Poder Judiciário.