Em entrevista, prefeita Lucimara avalia seu 1º ano de mandato

Em entrevista, prefeita Lucimara avalia seu 1º ano de mandato

Em entrevista exclusiva à Folha de Valinhos, a Prefeita de Valinhos, Lucimara Godoy Vilas Boas (PSD) fala sobre seu primeiro ano de mandato, as mudanças que está realizando na sua equipe de governo e sobre a crise política que está enfrentando.

Qual a avaliação que a senhora faz de seu primeiro ano de mandato?

Lucimara Antes de responder esta questão, quero aproveitar este espaço do Jornal Folha de Valinhos para desejar aos eleitores valinhenses um 2022 de Paz, Felicidades e Sonhos que se realizem. De fato, tivemos um 2021 desafiador, com o enfrentamento da Covid, especialmente no 1º semestre, ao mesmo tempo em que avançamos, com eficiência e participação importante da população, no processo de vacinação. No âmbito administrativo, enfrentamos muitas dificuldades com uma estrutura arcaica e deficitária da Prefeitura, sem ao menos ter estrutura mínima de informatização para atender com qualidade e eficiência à população. Avançamos e, ao invés de apenas 5 prédios informatizados, que foi a situação que encontramos, finalizamos 2021 com 100% dos prédios públicos em funcionamento, mais de 115, com fibra ótica interligada e rede de internet de alta velocidade, o mínimo para seguirmos com a proposta de implantar serviços rápidos, práticos e com inteligência para a população. Quanto a área de zeladoria, também enfrentamos situações terríveis, como praças com mato alto, ruas e avenidas sem sinalizações, enfim, tivemos que recuperar este espaço perdido na cidade e, com planejamento, temos avançado. Ainda, iniciamos um trabalho inédito que vai resultar em 100% dos bairros de Valinhos com iluminação a LED. Projetamos ações para dar mais qualidade e sustentação no processo pedagógico na Educação, incluindo ações para recuperar o tempo prejudicado durante a Pandemia. E, ainda na Saúde, alcançamos uma parceria importante com o CISMETRO, consórcio que já nos possibilita reduzir o tempo de espera de diversos exames e cirurgias, como as ações na área de oftalmologia e outras que irão ser continuadas em 2022. Portanto, foi um ano de estruturação administrativa ao mesmo tempo em que avançamos em muitos pontos do plano de governo.

Qual foi a maior dificuldade enfrentada neste primeiro ano?

Lucimara Sem dúvida, como dissemos na 1ª resposta, o enfrentamento a Covid. Saúde é prioridade e esta ação foi fundamental para trazermos mais atendimento e mais vacinação para a população valinhense. Fato que, inclusive, colocou Valinhos por diversas vezes como referência no processo adequado, ágil e transparente da vacinação em nossa região.

Esta semana a senhora foi surpreendida por duas situações inusitadas vindas de integrantes de seu partido. Primeiro os dois vereadores abrindo mão da liderança de governo na Câmara e na quinta-feira, dia 13,  o vice-prefeito Rocco anunciando afastamento de seu governo. Embora já tenha divulgado nota a respeito, na sua opinião o que levou eles a fazerem isso?

Lucimara Na minha vida, sempre respeitei a liberdade de decisão de todos. E por isto que, ao comentar estes fatos, lamentei, claro, mas ponderei o respeito que tenho a todos. O nosso foco, no governo, está no Trabalho. Temos um compromisso com Valinhos que iniciamos no ano passado e estamos avançando. Desafios existem e vamos supera-los. O nosso foco é o bem-estar do povo valinhense.

A senhora iniciou o ano promovendo novas mudanças em seu primeiro escalão. Troca do presidente da Valiprev e na Secretaria de Saúde. Com a nova estrutura administrativa em vigor, enquanto tempo a senhora acredita que consiga montar o seu novo time?

Lucimara A estrutura é a base, mas não é o ponto central. O que objetivamos é garantir ao povo de Valinhos o acesso a serviços de qualidade, eficientes e que atendam as necessidades. É neste ponto que estamos trabalhando e estamos focados.

Em sua opinião a pandemia trouxe prejuízos à sua gestão, não no sentido financeiro, mas no tocante ações, obras e projetos?

Lucimara Não diria prejuízos, mas é fato que a Pandemia nos fez concentrar as ações no que é essencial, que é cuidar de Vidas. Mas pelo planejamento pudemos avançar em todas as áreas, tanto que, na média, em relação ao nosso plano de governo, avançamos cerca de 70% dos itens já em andamento ou iniciados, o que é importante, por ser compromisso assumido e, acima de tudo, que resultam em ganhos de qualidade para o cidadão valinhense.

No final de 2021 a Câmara Municipal aprovou a nova Estrutura Administrativa da Prefeitura, essa estrutura atende as necessidades da sua gestão?

Lucimara A Estrutura atende a necessidade da cidade. A Prefeitura precisa ser compreendida como uma empresa que presta serviços à população, que atende em diversas áreas o essencial para que a cidade se desenvolva, com sustentabilidade, e respeito aos direitos de todos. Portanto, uma estrutura administrativa eficiente resulta em serviços públicos eficientes. Com Planejamento, avançamos para cumprir os itens do plano de governo. E a estrutura é o caminho para que isto aconteça. Não é uma estrutura da gestão, mas uma estrutura para a cidade.

Como a senhora avalia a sua relação com o Legislativo, uma vez que o governo não possui uma base de sustentação entre os 17 vereadores?

Lucimara A relação entre Executivo e Legislativo deve se pautar no respeito, na harmonia e na compreensão de que, todos, trabalham pelo bem comum da cidade. Questões políticas e partidárias não são e não devem ser o centro e o foco das resolutividades. Por isto, posso dizer que o 1º ano foi de uma relação muito respeitosa com os vereadores, que representam cada qual os eleitores valinhenses, assim como nós no Executivo. A importância do processo democrático e da relação harmoniosa e profissional entre os poderes são fundamentais para que avançamos na discussão e projetos importantes para a cidade.

No final do ano foram anunciadas algumas mudanças em seu primeiro escalão de governo. Dentre elas a saída dos Secretários Márcio Luiz Aprigio, que estava à frente da Secretária de Mobilidade Urbana e do Gustavo Iansen, da Secretaria de Obras e na última segunda-feira, dia 3, a senhora mudou novamente o presidente do DAEV. Essas mudanças fazem parte da reorganização da equipe em função da nova estrutura?

Lucimara Uma correção, antes, apenas: o secretário de Obras não saiu. As mudanças efetivadas no momento foram as outras duas citadas. E, no âmbito da gestão, é natural que alterações ocorram, porém o que não muda são os objetivos que traçamos, os valores que defendemos e que resultaram na confiança da população de Valinhos ao nos escolher para a gestão da cidade. Agradeço e muito todos que saíram e vamos seguir em frente com as propostas que temos, sempre com clareza, transparência e busca total na eficiência e qualidade do serviço público para as famílias valinhenses.

Haverá mais mudanças no primeiro escalão?

Lucimara Como dissemos, nosso compromisso é com a confiança da população valinhense, com cada item do plano de governo que assumimos, em pacto, para realizar pela cidade. E este é o ponto central: os interesses coletivos sempre devem ser priorizados. O respeito ao trabalho de cada profissional deve ser valorizado e enaltecido e, portanto, prefiro sempre falar em projetos e não em individualidades.

Com a chegada das chuvas de verão e a compra de água de Campinas até quando Valinhos ainda permanecerá com o racionamento de água?

Lucimara O racionamento já foi suspenso nesta 1ª semana de Janeiro, inclusive sem a necessidade de utilizar a água que adquirimos da Sanasa. Estaremos avaliando dia a dia e, se necessário for, sem chuvas nos próximos 15 dias, é possível que tenhamos que realizar algumas novas adequações mas, no cenário atual, com chuvas, está suspenso o racionamento.

Qual sua expectativa para o ano de 2022?

Lucimara Muitas obras, muitas ações importantes para a população de Valinhos, em áreas essenciais como Saúde, Educação, Segurança e Desenvolvimento Econômico com Inovação. Teremos novidades importantes na área de Tecnologia e a cidade irá avançar, com certeza, com planejamento, sustentabilidade, serviços de qualidade, rumo na construção de um novo momento para Valinhos.

A senhora assumiu em 2021 e, em função da pandemia não pode realizar a Festa do Figo, nosso maior e mais importante evento turístico. Este ano a Festa acontecerá, mas só que em março. Foi uma medida acertada mudança de data?

Lucimara Vivemos, hoje, uma nova variante e a Pandemia ainda está presente. Temos a vacinação que reduz, felizmente, os casos graves porém o número de casos que voltam a crescer sempre preocupa. A decisão de colocar em março, também, foi por conta desta situação, para que tenhamos toda a segurança para a realização da Festa. O importante, acima de tudo, é a Saúde dos valinhenses.

Este ano teremos eleições gerais e durante o ano passado se falou da possibilidade da senhora sair candidata à deputada Estadual, procede essa informação?

Lucimara Não, nunca cogitei esta possibilidade. Fui eleita prefeita e vamos seguir em frente com as propostas que temos pela cidade. Como disse, os interesses coletivos sempre prevalecem.