GCM de Valinhos prende 2 por furto de rodas na região da UPA

GCM de Valinhos prende 2 por furto de rodas na região da UPA

Resultado da operação que resultou na prisão dos dois marginais é fruto do trabalho de inteligência e estratégia da Guarda Civil Municipal de Valinhos e da parceria com o Grupo de Especializado de Inteligência - GAI - da Guarda Civil de Campinas
Resultado da operação que resultou na prisão dos dois marginais é fruto do trabalho de inteligência e estratégia da Guarda Civil Municipal de Valinhos e da parceria com o Grupo de Especializado de Inteligência - GAI - da Guarda Civil de Campinas

A Guarda Civil Municipal de Valinhos prendeu no final da tarde desta quinta-feira (12) dois homens acusados de furto e receptação de rodas de veículos na região da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e Avenida Invernada.

A prisão ocorreu depois que a placa do veículo Corsa preto (FKV-8735) usado pelo acusado - um eletricsta de i40 anos - foi identificadas nesta quinta-feira, com uso de câmeras de monitoramento instaladas pela GCM na última semana para monitorar a região da UPA, depois que ele agiu novamente.

O acusado foi localizado no endereço do documento do carro, em Campinas, na região do Jardim São Pedro. Segundo a GCM, ele confessou quatro furtos em Valinhos.

Detido, indicou um borracheiro de 30 anos a quem teria vendido os produtos de furto, no bairro Carlos Lourenço, que també foi preso na operação, acusado de receptação.

Com os dois homens foram recuperadas seis rodas com as mesmas características das que foram furtadas em Valinhos. Além das rodas, foi recuperada uma TV que também teria sido furtada em Valinhos.

Os dois detidos foram encaminhados para o Plantão do 1º Distrito Policial em Campinas.

Segundo o Comandante Aureliano, da GCM de Valinhos, a operação que resultou na prisão dos dois elementos foi fruto de um trabalho de estratégia, intelg~encia e parceria. "Desde de que os furtos começaram no estacionamento da UPA o Coronel Prestes determinou a colocação da Câmera no local, assim pudemos monitorar e acompanhar o que ali acontecia. Com as informações do proprietário do veículo em mãos, contamos então com a parceria da Guarda Civil de Campinas - GCC - através de seu Comando e do Grupo Especializado de Inteligência - GAI, para que assim pudessemos chegar até o endereço e realizar a prisão", explicou.