Pais celebram Dia Mundial do Autismo com Projeto Balão Azul

Pais celebram Dia Mundial do Autismo com Projeto Balão Azul

Um grupo de pais de filhos autistas, com o apoio da Secretaria da Educação de Valinhos, estará realizando no Largo São Sebastião, na próxima terça-feira (2), das 10h às 13h, o Projeto Balão Azul para marcar as comemorações do Dia Mundial de Conscientização do Autismo.

O objetivo é conscientizar a população com informações sobre o autismo e reduzir a discriminação e o preconceito que cercam as pessoas afetadas por essa síndrome neuropsiquiátrica. Os transtornos do espectro autista (TEA), como o nome sinaliza, englobam uma série de diferentes manifestações.

Segundo Gisele Vasques, uma das criadoras do Projeto Balão Azul, o evento terá cama elástica para as crianças, escultura de balão, pipoca, algodão doce e entrega de folhetos com informações sobre autismo por alunos dos cursos de Serviço Social e Pedagogia da Universidade UNIP.

Ainda de acordo com Gisele, às 11h30 haverá soltura dos balões azuis e às 13h acontece o encerramento com o bolo azul.

A programação continua na parte da tarde, na Escola Municipal de Educação Básica (EMEB) Governador André Franco Montoro, no Bom Retiro, com soltura de balões azuis às 15h, e participação do secretário de Educação, professor Zeno Ruedell.

No período da noite, durante a sessão, a Tribuna Livre da Câmara será ocupada por André Vasques, pai de autista, que falará sobre o tema. A Câmara estará enfeitada na cor azul.

Esse é o terceiro ano consecutivo que a Associação de Pais e Amigos dos Autistas Balão Azul realiza o evento.

Autismo

O autismo aparece nos primeiros anos de vida. Apesar de não ter cura, terapias e medicamentos e, claro, muito amor podem proporcionar qualidade de vida para os pacientes e suas famílias. O autista olha pouco para as pessoas, não reconhece nome e tem dificuldade de comunicação e interação com a sociedade.

Após o diagnóstico, os pacientes devem fazer tratamentos de habilitação e reabilitação para estimular as consequências que o autismo implica, como dificuldade no desenvolvimento da linguagem, interações sociais e capacidades funcionais. Essas características demandam cuidados específicos e singulares de acompanhamento ao longo das diferentes fases da vida.