Vítima de racismo abre empresa para ajudar jovens

Vítima de racismo abre empresa para ajudar jovens

Matheus Pires, que foi vítima de racismo em um Condomínio de Alto Padrão, criou uma empresa destinada a ajudar outros jovens para entrarem no mercado de trabalho. Após o caso de racismo que teve repercussão nacional, Matheus voltou a trabalhar na área de conteúdo digital e edição de vídeo. O jovem valinhense foi contratado por uma agência de publicidade.

Ele e alguns amigos criaram a empresa ‘Clã em Rede’ que promete dicas para profissionais do mundo digital em especialidades como edição de vídeo e webdesign. A iniciativa ganhou novo destaque após reportagem publicada pela Revista Veja SP nesta semana. “A ideia é dar uma força a quem quer ingressar na área a criar um produto que possa ser mostrado aos donos de agências de publicidade. Também vamos oferecer conteúdos para relacionamento com clientes”, disse Matheus  em entrevista para o UOL

Fonte: https://vejasp.abril.com.br/cultura-lazer/matheus-pires-motoboy-racismo-valinhos-empresa-jovens-talentos/