Patrulha Maria da Penha da GCM detém técnico de refrigeração

Patrulha Maria da Penha da GCM detém técnico de refrigeração

A Patrulha Maria da Penha, da Guarda Civil Municipal (GCM) de Valinhos, deteve um técnico de refrigeração de 34 anos nesta quinta-feira (2), no bairro São Cristóvão. Ele foi acusado pela companheira, de 29 anos, por ameaças.

Segundo a GCM, a companheira afirmou que o homem a ameaçou de morte e ainda de matar o irmão dela, de 18 anos e que a protege, caso ela terminasse o relacionamento. “A vítima nos contou ainda que na noite anterior foi obrigada a ir com ele para Sumaré sob as mesmas ameaças, conseguindo voltar para Valinhos somente no dia seguinte”, disse o comandante da Guarda, Sidnei Aureliano.

O caso foi apresentado junto à Delegacia da Mulher onde o técnico de refrigeração foi indiciado criminalmente por ameaça seguida de violência doméstica, segundo o comandante. “Duas medidas protetivas foram estabelecidas, uma para a ex-mulher e outra para o irmão dela que também vem sendo ameaçado por protegê-la. A GCM monitorou a saída da jovem que preferiu se mudar com o irmão da casa onde era alugada e vivia com o autor”, informou Aureliano.

“Vale ressaltar que a GCM de Valinhos implantou nesta quarta-feira, dia 2, o Programa Patrulha Maria da Penha, para acompanhar regularmente todas as vítimas que tiverem medidas protetivas decretadas pela Justiça ou pelo delegado e, caso os autores forem flagrados no descumprimento, serão presos em flagrante”, destacou o comandante.

O programa

A Prefeitura de Valinhos e a Guarda Civil Municipal implementaram na cidade o programa Patrulha Maria da Penha para proteger moradores vítimas de violência doméstica e que estão sob medida protetiva. Agentes da Guarda vão visitar regularmente essas pessoas para que o agressor se mantenha afastado.

A Patrulha Maria da Penha será realizada pela Guarda Civil Municipal, com visitas regulares à residência da vítima para assegurar que o agressor mantenha a distância determinada pela Justiça, no cumprimento da lei.

As patrulhas serão caracterizadas por uma viatura adesivada com um selo rosa, representando o programa, realizadas em dupla, por uma guarda mulher e um guarda homem.

Segundo a Guarda Civil Municipal de Valinhos, hoje as medidas protetivas são todas de vítimas mulheres, mas a Patrulha Maria da Penha atende vítimas de qualquer gênero e idade que tenham sido alvo de agressor doméstico, como idosos, crianças, mulheres e homens. A Guarda Municipal pode ser acionada pelo 153 ou pelo telefone (19) 3869 3535.

Lei

A implementação da Patrulha Maria da Penha segue a Lei 17.260/20, sancionada no dia 31 de março deste ano, para todo Estado de São Paulo, e será implementada de forma integrada com as polícias Militar e Civil, advogados, assistentes sociais e psicólogos, que prestarão apoio aos moradores, ameaçados ou que já sofreram violências e estão sob medidas protetivas.

Ocorrência online

Mulheres, homens ou mulheres idosos, crianças e quaisquer outros indivíduos que sofram agressão e se sintam vulneráveis dentro de casa, inclusive por causa da pandemia do coronavírus, não precisam ir até a delegacia prestar queixa, podem recorrer ao boletim de ocorrência eletrônico da Polícia Civil e fazer a denúncia de casa.