Obras de microdrenagem reduzirão futuros alagamentos na Invernada

Obras de microdrenagem reduzirão futuros alagamentos na Invernada

Primeira fase, iniciada em agosto do ano passado, já apresentou resultados positivos
Primeira fase, iniciada em agosto do ano passado, já apresentou resultados positivos

A Prefeitura de Valinhos concluiu a execução do projeto da segunda fase das obras de microdrenagem da bacia do Córrego Invernada, que serão iniciadas nas próximas semanas. Segundo o secretário de Obras e Serviços Públicos, Gerson Luis Segato, a primeira fase foi iniciada em agosto do ano passado e, no trecho da Campos Salles onde está localizada a FAV e a Concessionária Codive, já é possível ver o resultado. A Prefeitura se prepara agora para realizar as obras no lado oposto.

Diferentemente das grandes enchentes e transbordamentos do Córrego Invernada ocorridos nos últimos anos, os alagamentos recentes provocados por chuvas intensas no cruzamento da Avenida Invernada com a Rua Campos Salles, com grande volume de água, são pontuais e deverão ser reduzidos com a nova fase das obras.

Segato explicou que as obras de macrodrenagem realizadas pela Rota das Bandeiras de canalização do Córrego Invernada e parte do Córrego das Nações, a construção de degraus hidráulicos ao longo do trecho de 800 metros com a contenção e acerto dos taludes e as obras de microdrenagem já resolveram os problemas de enchentes na região.

“Importante explicar para as pessoas que o cruzamento entre a Avenida Invernada e a Rua Campos Salles é o ponto mais baixo desse trecho e toda água da chuva sobre os bairros Santa Cruz, Vera Cruz de um lado, alto do Jurema e Vila Colega é conduzida exatamente para esse ponto”, disse o secretário.

De acordo com o diretor do Departamento de Parques e Jardins, João Paulo Damiano, as obras de macrodrenagem melhoraram a capacidade de escoamento do córrego. “Já com as obras de microdrenagem readequamos o sistema viário para escoar as águas pluviais, desafogando assim o sistema de galerias e possibilitando que a água entre mais rapidamente no córrego. É um sistema mais eficiente uma vez que, quando o nível no canal é alto, ocorre o afogamento das tubulações, que são muito baixas”, disse.

Damiano também explicou que a região da Invernada, historicamente, é uma planície de alagamento que foi tomada pela cidade.

LIMPEZA DA CALHA

Outra medida que será adotada pela Secretaria de Obras esta semana é a limpeza da calha do Córrego Invernada em toda sua extensão. “Vamos retirar toda areia e terra acumuladas na calha do córrego e isso também vai melhorar a vazão da água durante as chuvas de verão”, explicou o secretário de Obras.

Segundo Damiano, o problema da erosão na bacia do Invernada é sério. “É preciso que todos os que estão à montante (acima) que, por qualquer motivo, seja construção, limpeza de terreno, realizem o serviço seguindo boas práticas de conservação do solo, do contrário, o material é levado para o córrego, diminuindo o espaço dentro do canal e aumentando o risco de extravasamento”, disse.