Monumento dos Imigrantes volta para praça no Centro da cidade

Monumento dos Imigrantes volta para praça no Centro da cidade

Monumento dos Imigrantes volta para praça no centro da cidade
Monumento dos Imigrantes volta para praça no centro da cidade

Ação de valorização, resgate e preservação da memória histórica de Valinhos, a Prefeitura restituiu o monumento em homenagem aos imigrantes italianos na Praça José Ferraro, no centro da cidade, nesta segunda-feira, dia 3,  na confluência da Avenida dos Imigrantes com a Avenida Gessy Lever.

A nova obra de arte em homenagem à colônia italiana, diferente da original, foi produzida em tamanho original pelo artista Sergio Ceron, que utilizou fotos do antigo monumento e usou pessoas caracterizadas como italianos da época como modelos.

Para evitar novos danos ao patrimônio e à memória histórica, Ceron optou por utilizar concreto na produção da peça, que teve como acabamento o pó de mármore. O monumento original era esculpido em bronze e havia sido furtado.

A escultura, que reproduz uma família italiana, pai, mãe e dois filhos, um de colo e outro com os pés sobre o globo terrestre, mudou a estética da Praça José Ferraro e chama a atenção de todos que por ali passam.

O secretário de Cultura, Rodrigo de Paulo Ribeiro (Big), disse que o município cumpriu seu dever histórico ao restituir o monumento ao local original. “Em janeiro devolvemos o busto do Monsenhor Bruno Nardini, que também foi furtado em 2018, ao seu lugar original e, agora, a família italiana que representa todas as famílias de imigrantes que fizeram de Valinhos o que ela é hoje, volta ao seu lugar”, disse.

Assim como o monumento original, a família italiana foi colocada praticamente no mesmo lugar, com o olhar voltado para a antiga estação ferroviária, hoje Museu Municipal Fotógrafo Haroldo Pazinatto, onde os imigrantes italianos que chegavam a Valinhos, entre o final do século 19 e começo do século 21, desembarcavam para iniciar uma nova vida no então distrito.

O monumento original, produzido em bronze, foi furtado em setembro de 2018, após uma onda de furtos de placas e monumentos de bronze de praças públicas.

Segundo Big, a recolocação do Monumento dos Imigrantes é mais um ato da Secretaria de Cultura em defesa da memória histórica de Valinhos. “A memória retratada nas homenagens aos personagens que construíram a história de Valinhos precisa ser preservada”, disse.

Furtos

No segundo semestre de 2018, Valinhos viveu uma onda de furtos e dilapidação de seu patrimônio histórico, quando sete placas, bustos e monumentos, todos feitos em bronze, metal que possui valor comercial, foram furtados.

A Prefeitura determinou à Secretaria de Segurança e Cidadania que todas as placas e bustos fossem retirados e substituídos por réplicas em material de menor valor. Os originais ficarão em um museu dedicado à memória da cidade.

Foram furtados o Monumento dos Imigrantes (Centro), busto do Monsenhor Bruno Nardini (Largo São Sebastião), placa de inauguração da reforma do túnel que liga o centro à Vila Santana (Centro), placa de inauguração da ponte sobre o Ribeirão Pinheiros na Avenida dos Imigrantes (Centro), placa de inauguração da Praça Washington Luiz (Centro), busto de Amélio Borin (Praça da Juventude, Jardim Paraíso) e placa de inauguração da Rodovia Flávio de Carvalho (bairro Capuava).

+ Fotos: