Hidrômetros serão substituídos pelo DAEV em diferentes pontos da cidade

Hidrômetros serão substituídos pelo DAEV em diferentes pontos da cidade

A partir de 21 de junho de 2021, o Departamento de Águas e Esgotos de Valinhos (DAEV) dará início à substituição de hidrômetros em várias partes da cidade. A ação faz parte do Programa de Melhoria de Qualidade de Micromedição, da autarquia municipal. A iniciativa começará a ser feita pelo Condomínio Maria Regina, estendendo-se gradualmente às demais regiões de Valinhos. Ao todo, serão substituídos aproximadamente 4.500 equipamentos.

O presidente do DAEV, o engenheiro Feliph C. Tordin, explicou que a substituição terá duas frentes de trabalho. “Uma delas será a preventiva, que terá como enfoque a substituição dos aparelhos antigos ou que estejam defasados tecnologicamente. Já a outra será corretiva e contempla a troca de aparelhos que apresentam algum impedimento de apuração do volume, seja vazamento ou que estejam parados, danificados ou com vidros embaçados”, falou. 

A execução deste serviço de substituição é de total responsabilidade do DAEV e não vai gerar custos para o consumidor. “A partir da ação o imóvel passará a contar com um equipamento de medição mais moderno e eficiente, certificado e com laudo de verificação metrológica”, explicou o engenheiro Márcio Arantes de Andrade, diretor da divisão de micromedição.

Ainda segundo Andrade a substituição se faz necessária visto que os hidrômetros estão sujeitos a uma série de circunstâncias que podem interferir na correta medição. “Como qualquer outro aparelho de precisão, esses equipamentos também estão sujeitos a desgastes que podem comprometer o seu pleno funcionamento. Desta forma, a troca visa garantir ao consumidor que haja em seu imóvel a medição correta do volume de água que é consumido”, disse.

Em Valinhos o DAEV executa, rotineiramente, manutenções corretivas e preventivas em seu parque de hidrômetros. O responsável pela área de micromedição também explicou que a instalação e a substituição dos equipamentos somente podem ser feitas pelo DAEV ou por pessoas credenciadas e que, qualquer dúvida, o cidadão pode entrar em contato com a Central de Atendimento da autarquia para mais informações (telefone 0-8000-133-839).

A expectativa é que o trabalho de substituição se estenda até setembro deste ano. Após o Maria Regina, passarão pelos serviços Sollarium, Vila Toscana, Itamaracá Mall, Oruan, Brasiliana, Monte Carlos, Vila Veneto, Aldeia da Mata, Serra D’Água, Itamambuca, Tabatinga e Terras do Caribe.

O equipamento

O hidrômetro é um aparelho por meio do qual se mede o consumo de água dos imóveis. O equipamento informa instantaneamente o volume de água que passa por ele, permitindo tanto ao consumidor quanto à autarquia municipal saber o volume acumulado em metros cúbicos.

No hidrômetro os números na cor preta indicam o volume acumulado (metro cúbico), enquanto que os números vermelhos e ponteiros indicam o volume em litros. O consumo mensal – verificado pelo DAEV à emissão da cobrança – corresponde à diferença entre a leitura atual e a leitura do mês anterior (na fatura, ambas são apresentadas logo abaixo do histórico de consumo).

A recomendação do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) é para que os hidrômetros sejam substituídos a cada cinco anos. A substituição de forma preventiva e corretiva, a ser feita pelo DAEV, também atenderá às portarias nº 246/2000 e nº 295/2018, do Inmetro, que recomendam a troca periódica dos equipamentos.