Escolas se adaptam para início das aulas

Escolas se adaptam para início das aulas

Prefeitura de Valinhos

As escolas da Rede Municipal passarão por adaptações para a segurança dos alunos e profissionais da Educação tendo em vista o planejamento para o retorno das aulas presenciais previsto para o mês de março.

As Secretarias da Educação e Obras levanta a necessidade de reformas e adaptações prioritárias nas escolas. As obras estão previstas para fevereiro, período em que as escolas estarão funcionando sem alunos. As adequações nas unidades escolares seguirão as datas estabelecidas para a retomada das atividades presenciais de cada modalidade de ensino.

Estão previstos a aquisição de totens, dispensers (para banheiro, balcão de atendimento, áreas de circulação, refeitório e salas de aulas), termômetros, álcool em gel para abastecer os totens (que são os suportes para os dispersers), e álcool líquido com borrifador, para higienização de superfícies, além de sabonete líquido.

"Conforme protocolo anunciado nesta quarta, vamos manter as aulas online, neste momento em que o Governo do Estado de São Paulo, sob a avaliação do Centro de Contingência do Coronavírus, não considera seguro o retorno presencial. Estamos do lado da Saúde e da Ciência e, por isso, de forma planejada, estamos encaminhando estas ações importantes para, com a segurança e seguimento das vacinas, possamos no tempo correto, sob a decisão da Saúde, retornar as aulas presenciais com nossas escolas contando com infraestrutura preparada", afirmou a prefeita Capitã Lucimara Godoy.

Também serão adquiridos materiais, visando aos protocolos sanitários do Covid-19. Entre eles 27 mil máscaras, distribuídos entre alunos e servidores das unidades. Já as auxiliares de Educação Infantil e as merendeiras irão receber face shield, no total de 274 (uma para cada profissional).

"Temos tido todo o cuidado, planejamento e foco 100% na Saúde para cuidarmos de nossos profissionais da Educação e de nossos alunos, com qualidade no ensino, aprendizado, planejamento e materiais didáticos adequados, de forma que não sejam prejudicados por conta da Pandemia", complementou a secretária de Educação, Claudinéia Vendemiatti Serafim.