DAEV e SANASA firmam contrato de compra de água potável por atacado

DAEV e SANASA firmam contrato de compra de água potável por atacado

Obras de interligação da rede pública de água de Valinhos à de Campinas estão praticamente prontas; expectativa é que seja possível iniciar o fornecimento em dois dias

As cidades de Valinhos e Campinas, por meio do Departamento de Águas e Esgotos de Valinhos (DAEV) e da Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento S/A (SANASA), firmaram na manhã desta terça-feira, dia 30, o contrato que prevê a aquisição de água a granel por Valinhos, para distribuição de água potável e já tratada por atacado à cidade. O contrato é de aproximadamente R$ 4 milhões. Em média, Valinhos pagará mensalmente para a Sanasa, R$ 300 mil.

A assinatura aconteceu em cerimônia realizada na Sala Azul, na Prefeitura de Campinas, com transmissão ao vivo. Participaram da solenidade a prefeita de Valinhos, Capitã Lucimara; o prefeito de Campinas, Dário Saadi, o presidente do Departamento de Águas e Esgotos de Valinhos (DAEV), Ivair Nunes Pereira; e o presidente da SANASA, Manuelito Pereira Magalhães Júnior. 

“Expresso minha gratidão, em nome da população de Valinhos, ao prefeito de Campinas. Neste momento e frente à essa solução, que tem a cooperação entre as cidades e pessoas, também agradeço imensamente ao presidente da SANASA, ao presidente do DAEV e a todos os envolvidos nesta viabilização. Por meio desta parceria quem ganha é a população, que daqui a dois dias poderá ter mais estabilidade no fornecimento de água. É uma ação que também pode nos ajudar a cessar o racionamento em Valinhos”, falou a prefeita Lucimara Godoy V. Boas.

A proposta firmada prevê a contratação de volume mínimo de 800 mil m³ de água potável por atacado, a ser consumido no período de 36 meses. “Fico feliz com essa parceria, pois a região metropolitana tem esse sentido: uma cidade tem que colaborar com a outra. Também agradecemos os técnicos da SANASA e do DAEV pelas análises e por tornar essa parceria possível entre as duas cidades”, falou Dário Saadi.

A previsão é que o fornecimento inicie ainda nesta semana, com expectativa de começar a partir de 3 de dezembro de 2021, a partir da linha de alimentação de Campinas para Valinhos, que fica próximo ao Condomínio Vista Valley, no bairro Chácaras das Nações. “Diante da seca que enfrentamos neste período de estiagem, tivemos a diminuição da captação de água nas represas internas, que nos levou a adotar o racionamento. Desta forma, esta parceria vem amenizar a necessidade que temos atualmente de água em Valinhos, atenuando e possibilitando coibir que esse estado de racionamento perdure por mais tempo na cidade”, disse o presidente do DAEV.

As linhas de interligação entre as redes de água das cidades já foram executadas e nos próximos dias será feita a instalação do macromedidor, além da desinfecção das redes para início da operação. “É preciso destacar que essa ação também é uma alternativa no longo prazo, pois é uma solução que poderá nos dar suporte em crises hídricas que já se desenham para o futuro”, disse Ivair Nunes Pereira.

A partir da compra de água a granel a Valinhos – e se forem mantidas na cidade as captações atuais nos modais de abastecimento (mananciais interno, externo e nos sistemas isolados) – há a possibilidade de cessar o racionamento vigente. A situação de emergência hídrica, instituída no município em agosto e que contempla o programa de racionamento, tem vigência até 12 de dezembro de 2021, conforme prorrogação publicada por meio do Decreto nº 11.006/2021.