Córrego Mathias passa por desassoreamento

Córrego Mathias passa por desassoreamento

A Secretaria de Obras e Serviços da Prefeitura de está realizando a manutenção e desassoreamento do Córrego Mathias, próximo à Rua José Ezequiel da Silva, e prevê a retirada de ao menos 150 caminhões de areia do local. O trabalho teve início no fim de semana e deve se estender pelos próximos dias. Também no fim de semana foi realizada a manutenção de quatro quilômetros de estradas de terra na cidade. 

A manutenção do córrego é feita regulamente para preservar o leito e prevenir inundação. Somente no fim de semana foram retirados 32 caminhões de areia do local.

O supervisor de área da Secretaria de Obras e Serviços Públicos, Napoleão Tomaz de Aquino, explicou que o trabalho é realizado na época de estiagem como prevenção ao período de chuvas. As equipes removem areia do leito do rio e fazem a capinação das margens.

“É um trabalho realizado regularmente, principalmente nesta época, para preservar o local e prepará-lo para a temporada de chuvas”, afirmou Aquino. Segundo ele, a areia removida do local será levada a um depósito municipal e utilizada para obras de manutenção do município.

Manutenção de estradas

Ainda no fim de semana, equipes da Secretaria de Obras e Serviços Públicos realizaram a manutenção na Rua José Lacarini, no Frutal, e iniciaram os trabalhos na Rua José Mamprim, na Ponte Alta. A manutenção nesses locais está sendo realizada com cacos de tijolos doados à Prefeitura, compactados com água, que garantem maior resistência e durabilidade à estrada.

Nesta segunda-feira (6), a manutenção com uso de resíduos de tijolos começou a ser feita na Rua 48, no bairro Vale Verde. Segundo Aquino, foram doados ao menos 50 caminhões de resíduos de tijolo, que serão utilizados para recuperar pontos críticos das vias de terra em toda a cidade.

“Vamos realizar os trabalhos em todas as regiões, em bairros como Macuco, Vale Verde e São Bento”, comentou o supervisor. Segundo ele, os resíduos de tijolo são aplicados com água em trechos críticos da rua e compactados com máquinas, resultando em um material resistente às chuvas, que fica bem compacto ao solo.