Comércio registra maior movimentação após Fase Verde; presidente da ACIV comenta mudanças

Comércio registra maior movimentação após Fase Verde; presidente da ACIV comenta mudanças

Emerson Ferrari, presidente da ACIV
Emerson Ferrari, presidente da ACIV

É perceptível o aumento do número de pessoas andando na região central da cidade e explorando comércios e serviços oferecidos no Centro. O número de veículos também aumentou e, consequentemente, as principais ruas e avenidas da cidade já tem um tráfego considerado normal. Os motoristas encontram dificuldades para estacionar e gastam mais tempo para passar pela região.

Esse aumento é em função ao avanço da cidade para a Fase Verde do Plano SP, Plano gerenciado pelo Governo do Estado no combate a Pandemia do Coronavírus e retomada consciente da economia. Para Emerson Ferrari, presidente da ACIV (Associação Comercial e Industrial de Valinhos), a mudança foi importante para a cidade. “É mais um importante passo na retomada, permitindo maior flexibilidade nos horários de funcionamento e aumento na capacidade de ocupação. Outro detalhe importante é permitir atividades de setores como eventos por exemplo, que continuavam impedidos de realizar as suas atividades”.

Atualmente o país tem 14 milhões de desempregados, a taxa de desemprego subiu de 13,7% na terceira semana de setembro para 14,4% na quarta semana do mês. Os setores do comércio e de serviços do Estado de São Paulo perderam 308.727 empregos formais de janeiro a agosto de 2020, e o Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (Inec) de setembro ficou 4,5 pontos abaixo do último resultado disponível, de dezembro de 2019.

Emerson destaca a necessidade de retomar as atividades. “Neste cenário crítico, onde a previsão do mercado financeiro para a queda da economia brasileira este ano chega a 5%, precisamos normalizar as atividades o mais rápido possível. Geração de emprego e renda serão elementos chaves na retomada. Para a economia voltar aos trilhos, precisamos de um ambiente que possibilite investimentos, estimule o consumo e o empreendedorismo, criando novos postos de trabalho e assim reduzindo o desemprego”, explica.

O Plano SP indica que na Fase Verde os setores de Comércio e Serviço, Shoppings e Galerias, Bares e Restaurantes, Salões de Beleza e Barbearias, Academias de Esportes e Centros de Ginástica podem ter ocupação máxima de 60% da capacidade local. Todos os setores vão poder abrir por um período de 12h e precisam continuar seguindo o Protocolo de Segurança com distanciamento, máscaras e álcool em gel.