Fundação Educar DPaschoal completa 30 anos de história

Fundação Educar DPaschoal completa 30 anos de história

 Organização atua com educação para a cidadania e foi pioneira no exercício da responsabilidade social corporativa
Organização atua com educação para a cidadania e foi pioneira no exercício da responsabilidade social corporativa

“Foi realmente uma experiência transformadora. Não com mudança imediata, é uma mudança que vai acontecendo a longo prazo, você escuta algo agora e mais tarde isso vai aumentando. Você vai pensando cada vez mais sobre aquilo. Fico me perguntando: o que eu vou fazer pra conseguir realizar o meu sonho?”. Jovem, cheia de sonhos e com muita energia para conquistá-los. A Maria Gabriele Rodrigues tem 15 anos, é estudante do 9º ano na Escola Estadual Jardim Marisa de Campinas-SP, e participante da Academia Educar.

Criado em 1989, o primeiro projeto da Fundação Educar DPaschoal oferece formação a estudantes no contraturno escolar com base no protagonismo juvenil, conceito pedagógico de Antonio Carlos Gomes da Costa.  Até hoje, a Academia Educar já impactou mais de 5.000 jovens da rede pública de ensino de Campinas-SP, desenvolvendo oficinas e projetos-desafios que trabalham competências socioemocionais como participação, liderança, resiliência, visão de mundo, respeito e a cidadania.

Nos últimos 30 anos, foram muitas as mudanças – seja no âmbito social, econômico, político, tecnológico, comportamental. Mas uma coisa não mudou para a Fundação Educar DPaschoal: acreditar. A organização ainda acredita na transformação pela educação e na construção de uma sociedade melhor, mais justa, cidadã, democrática.

A responsabilidade social já era tradição na DPaschoal e foi por sua atuação filantrópica de longa data que, em 1989, a família concentrou esforços e criou a então Fundação Donato Paschoal. A Cia DPaschoal foi pioneira no exercício da responsabilidade social corporativa por meio de investimentos sociais.

“Até hoje o que se mantém é a percepção do quanto a educação pode e deve transformar tudo: ela é a base, isso nunca vai mudar. Essa sempre vai ser a nossa grande causa porque além de formar cada indivíduo, a educação nos ajuda a conviver, exercer a cidadania, ser capazes de transformar a nossa vida, nossa comunidade, nosso país”, aponta Isabela Pascoal, diretora executiva da Educar.

Eixos de atuação

Para que a cidadania plena seja exercida é preciso garantir que as pessoas se reconheçam como protagonistas de suas vidas e de suas comunidades, e que desenvolvam a capacidade de interpretar o mundo por meio da leitura. Os projetos desenvolvidos pela Fundação podem ser divididos em três eixos de atuação: “Educar Para Ler”, “Educar Para o Protagonismo” e “Cooperando Com o Social”.

EDUCAR PARA LER - Referência na produção e distribuição gratuita de livros infantojuvenis por todo o Brasil, em quase 20 anos o projeto Leia Comigo! já doou mais de 40 milhões de livros pelo Brasil. Os beneficiados são escolas públicas, bibliotecas e organizações sociais com projetos de incentivo à leitura, que trabalham temas diversos e atuais, usando os livros para atividades entre educadores e alunos. Ainda com foco no incentivo à leitura, o projeto Além do Encantamento realizou mais de 50 oficinas de capacitação em contação de histórias para cerca de 2.150 participantes.

EDUCAR PARA O PROTAGONISMO – Além da potência jovem da Academia Educar – projeto reconhecido em 2019 como Tecnologia Social certificada pela Fundação Banco do Brasil –  também  realiza a Formação de Mentoria em Protagonismo Juvenil, que já atendeu mais de 400 educadores da rede pública. Já o Prêmio Trote da Cidadania, criado em 1999 e encerrado em 2014, estimulou o envolvimento de jovens universitários em ações solidárias como alternativa aos trotes violentos, mas todos os conteúdos de apoio ao Trote Cidadão permanecem disponíveis no site do projeto. O protagonismo é presente ainda entre os colaboradores da Cia DPaschoal que, por meio do projeto SER Voluntário, em parceria com a área de Desenvolvimento Humano e Organizacional (DHO), estão sempre envolvidos em boas práticas de cidadania e voluntariado.

COOPERANDO COM O SOCIAL - Ao longo de sua história, a Fundação Educar DPaschoal também coopera com iniciativas que visam o desenvolvimento do terceiro setor, de órgãos públicos, empresas, universidades e demais atores engajados na transformação social. Apoiou a criação do Todos Pela Educação e do GIFE (Grupo de Instituições, Fundações e Entidades), além de possuir parceiros como a Fundação FEAC (Federação de Entidades Assistenciais de Campinas), Instituto Padre Haroldo, APF, entre outros. Em 2017 iniciou, em parceria com a FEAC e o GIFE, o encontro da Rede de Investidores Sociais do Interior Paulista, que visa fortalecer o investimento social na região, qualificando a atuação socioambiental de empresas, fundações e organizações da sociedade civil.

 

Olhar para o futuro

A Fundação Educar DPaschoal está há 30 anos olhando para o futuro, acreditando na educação, na leitura e no setor social para a construção de um Brasil melhor. Todas as iniciativas realizadas até hoje só foram possíveis graças a inúmeros parceiros, instituições, colaboradores, voluntários.

Para agradecer cada um que fez parte dessa história, a Fundação Educar lançou um filme sobre os 30 anos. Além de um registro especial de celebração e agradecimento, a ideia é que o vídeo possa servir como ferramenta de inspiração e engajamento social para todos que também acreditam na educação e estão em movimento, afinal: “Os incomodados que mudem o mundo!”.