Campinas aguarda Câmara para saber se antecipa feriados

Campinas aguarda Câmara para saber se antecipa feriados

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette, encaminhou à Câmara Municipal, na tarde desta terã-feira, dia 19, projeto de lei (PL) que autoriza o Executivo a antecipar feriados municipais, via decreto. A antecipação é necessária devido à situação de emergência de saúde pública que demanda à Administração Municipal o emprego de medidas de prevenção, controle e contenção de riscos e agravos à saúde.

O objetivo dessa proposta é melhorar o índice de isolamento social. Estatísticas demonstram que o distanciamento social aumenta aos finais de semana e feriados.

Os feriados que terão as datas alteradas são os do dia 11 de junho (Corpus Christi) e o do dia 20 de novembro (Consciência Negra). Respectivamente, as datas serão antecipadas para os dias 26 e 27 de maio. Como o Governo do Estado também deverá antecipar o feriado estadual de 9 de julho (Revolução Constitucionalista) para o dia 25 de maio, o município terá a supressão de três dias úteis.

Conforme o prefeito Jonas Donizette, as ações tomadas agora terão reflexo daqui a duas semanas. “À medida que cai a adesão ao isolamento social, aumenta o número de casos. Por isso, quero reforçar que este feriado não é para passear, temos que ficar em casa. Porque tudo o que fizermos de bom ou ruim agora vai refletir no início de junho”, detalhou.

O secretário municipal de Saúde, Carmino de Souza, fez um apelo à população. “Precisamos que a população esteja conosco, pois só é possível diminuir o contágio dessa doença com isolamento social, que deveríamos chamar de proteção social”, comentou.

Homenagens

O prefeito Jonas Donizette agradeceu as mensagens de condolências enviadas por milhares de pessoas de todo o Brasil pela morte do seu sobrinho, o deputado federal Luiz Lauro Filho. Ele faleceu na segunda-feira, 18 de maio, vítima de infarto.

O prefeito também mencionou a morte da Irmã Dora e de Ricardo Affonso Ferreira Filho, filho do médico Ricardo Affonso Ferreira, na transmissão da tarde desta terça-feira.

“Ontem foi um dia muito difícil. Começou no domingo à noite, com a morte da Irmã Dora; na segunda pela manhã, com a morte do filho do médico Ricardo; e, depois a morte precoce do meu sobrinho. As escrituras dizem que existem dias maus e que nesses dias temos que nos ancorar em Deus”.

O prefeito mostrou uma foto da mãe Iara Fais Ferreira com o filho Luiz Lauro Filho. Na imagem, a mensagem “Deus me deu, Deus tomou. Bendito o nome do senhor. Luto”. “É o exemplo de fé muito forte dessa mãe, abatida, mas que tem se amparado na fé. Eu, sendo prefeito, não sou diferente de ninguém; a dor existe, mas com força e fé a gente segue em frente”.

A Irmã Dora, ou Maria Doralice Martins Ferreira tinha um trabalho no Lar de Promoção do Jovem, onde, como o próprio prefeito disse “criou centenas de crianças órfãs”.