Balanço positivo

Depois do final do segundo governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB), o país voltou a sofrer com uma forte recessão econômica nas mãos da petista Dilma Rousseff. Já com sinais de uma retração na produção do país em 2012, a crise atravessou a porta e entrou na casa dos brasileiros e nos gabinetes das prefeituras.
O PIB fechando no vermelho e os cortes efetuados em todas as áreas essenciais promovidos pelo governo federal atingiram como um solavanco pelos menos 12 prefeituras das 20 cidades que compõem a Região Metropolitana de Campinas (RMC). A queda no repasse de ICMS foi o principal baque sentido pelos prefeitos durante o ano de 2015. A perspectiva, segundo os economistas, ainda é de nevoeiro e muitas dificuldades.
Mesmo assim, Valinhos, conseguiu driblar estas adversidades e trouxe apenas neste ano mais de R$ 1 bilhão de investimentos de empresas que chegaram na cidade com o apoio da Investe São Paulo e outras já instaladas na cidade que ampliaram a produção. Aliás, a Investe São Paulo foi uma forte aliada de Valinhos com o chapéu que a cidade deu no Rio de Janeiro para anunciar o laboratório farmacêutico. Com investimento de R$ 739 milhões, a Bionovis estava acertada com o Rio de Janeiro, mas decidiu vir para Valinhos pelas estratégias e segurança de investimento que o município proporciona. A localização privilegiada, proximidade com o maior aeroporto de cargas da América Latina, Viracopos, e ser cortada pelas rodovias Anhanguera e D. Pedro são argumentos para que Valinhos tivesse o destaque.
Não é apenas a atração de negócios para Valinhos.
A cidade em 2015 obteve êxito em outras áreas, como a segurança com a instalação do sistema de videomonioramente capaz de observar redondezas de escolas municipais, entradas e saídas da cidade, flagrar placas de carros suspeitos. O sistema pode ainda se comunicar com câmeras particulares de comércios. Novas viaturas para a guarda civil municipal foram adquiridas por meio de verba devolvida pela Câmara Municipal quando o presidente ainda era o vereador Lorival (PROS).
Na educação, Valinhos lançou no seu aniversário um portal exclusivo para que pais e alunos fiquem mais próximos do aprendizado e os responsáveis acompanhem de forma mais detalhada o desempenho de seus filhos.
A cultura teve uma explosão de manifestaçoes em 2015 para todos os gostos. Começando pelo carnaval de rua da cidade que atraiu mais de 20 mil pessoas - por conta da falta de recursos nos cofres da prefeitura, o evento foi cancelado em 2016. A Paixão de Cristo apresentou um belo espetáculo mostrando a ressurreição de Jesus Cristo. O Revelando São Paulo desembarcou pela primeira vez em Valinhos mostrando as particularidades da cultura caipira paulista. Sotaques, comidas, artesanatos, vestimentas, músicas, danças. Tudo em um mesmo lugar durante os nove dias de realização. O Revelando São Paulo terminou com o gosto de quero mais e a expectativa de que volte em 2016.
A Virada Sustentável trouxe show inédito e gratuito com o titã Paulo Miklos e Os Prettos em um projeto que relê as músicas de Adoniran Barbosa. O músico do Titãs interpretou o sambista valinhense no premiado curta-metragem “Dá licença de Contar”, no Festival de Gramado.
Para fechar, Clayton Machado (PSDF) e Luiz Mayr Neto (PV) entregaram a ampliação da ETA II, colocando fim ao rodízio de água e deixando Valinhos sustentável na questão hídrica.
A cidade tem muito o que comemorar em 2015, apesar das dificuldades. E leva para 2016 a expectativa de que estamos caminhando na direção correta. Boas festas