Um novo mundo para o amanhã

Pr. Rui Mendes Faria - Comunidade E. Cristo Vive

Estamos vivendo um período nunca visto antes, um vírus que surgiu de repente e se alastrou por diversos países do mundo.
Um vírus que tem predileção por idosos, mas nem por isso deixa de contaminar jovens e crianças.
Um vírus que não escolhe classe social.
O coronavírus, causador da Covid-19, deixou os chefes das maiores Nações do mundo impotentes diante a sua dimensão e, deu início a uma corrida sem precedentes para evitar que seus sistemas de saúde entrem em colapso, causando a morte de centenas de milhares de pessoas.
O coronavírus já contaminou 826 mil pessoas e, provocou a morte de mais de 41 mil mundo afora, sendo mais de 201 aqui no Brasil.
A transmissão do coronavírus, hoje uma pandemia, que está presente em 186 países do mundo de acordo com a OMS - Organização Mundial da Saúde - acontece pelo ar, por superfícies contaminados, pelo contato físico e, por essas razões, o vírus tem se alastrou rapidamente, provocando o contágio de milhões de pessoas e, causando a Covid 19, que para algumas pessoas está sendo fatal.
Nesse momento de quarentena e isolamento social, o distanciamento será imperioso para colocarmos um fim à sua transmissão. É um ator de amor e de proteção de nossos entes queridos.
Trata-se de um momento de reflexão, momento de estarmos mais próximos de nossas famílias. Momento de colocarmos a leitura em dia e nos prostramos de joelhos rogando ao Pai por dias melhores.
É hora de estabelecermos em nossos lares o ‘contagio do amor’, do amor de Deus em primeiro lugar e depois, o amor de pai, mãe e filhos e com ele, curarmos as duas principais células do Planeta Terra, a célula humana e a célula familiar. Sendo que a segunda, a mais afetada neste momento, é a única capaz de transformar o gênero humano e, preparar um novo mundo para o dia de amanhã.
Esse contágio, após a quarentena e o o fim da pandemia deve se manter presente em nossas casas e em nossas relações sociais que, assim como a economia e o mundo do trabalho serão mudadas por completo. Nós, como povo de Deus, em respeito as nossas autoridades constituídas devemos nos isolar, obedecendo a quarentena determinada.
Ainda para que ninguém fique sem as palavras, estamos transmitindo nossos cultos através do Facebook, WhatsApp e YouTube.
Agradeço aos profissionais da área de saúde e demais servidores indispensáveis, que colocam diariamente a própria vida em risco por nós.
Preocupados com aqueles que estão em casa e devido a esse momento possam estar passando por necessidades, estamos aceitando doações de alimentos não perecíveis, leites, fraldas, produtos de limpeza, os quais poderão ser entregues na nossa sede localizada na rua Dr. Altino Gouveia, 457, Jardim Pinheiros, telefone 3869-8499.