O que te faz comprar um produto ou utilizar um?

Conversando com amigos, fiz esta pergunta e em muitas das respostas não encontrei justificativa plausível para a pergunta. As respostas variavam sempre de preços, passando por atendimento e até pelo fato de sair da cidade para passear um pouco.
E será que comprando e valorizando o comércio de fora estamos fazendo nossa parte para um crescimento sustentável para o futuro da nossa cidade?
Faça um exercício de memoria. Difícil encontrar quem não conheça alguém que começou a trabalhar numa empresa do seu bairro, ou numa loja da cidade, até mesmo pessoas que começaram suas vidas de empreendedores como vendedores nas ruas de nossa cidade e hoje são empresários de sucesso.
Com a grave situação, porque passamos no país nos últimos, anos é triste observar placas de aluga – se ou passo o ponto em vários comércio da cidade, alguns comércios com  tradição de muitos anos,  e que sucumbiram perante a dificuldade econômica.
O momento de crise, que é manchete nos jornais, rádio, internet, alta do dólar e desvios de dinheiro público, corrupção em diversos setores da sociedade, contribuem negativamente para o encolhimento da economia do país.
Assim, é o pequeno empresário que sofre a pior queda nesse jogo de poderes que assistimos na vida brasileira. Justo o pequeno empresário, que é o responsável direto por cinquenta e dois por cento dos empregos formais do país, ele que movimenta milhões de reais anualmente.
O desenvolvimento do município passa pela nossa consciência de comprar no comércio local, no supermercado do seu bairro, em contratar o encanador ou eletricista da cidade em valorizar a mão de obra local.
Essa simples ação contribui para o desenvolvimento do município, no aumento de postos de trabalho e na aplicação de recursos em outras áreas como lazer, cultura e segurança.
O ato de consumir no comércio local gera um ciclo positivo do dinheiro sempre circulando dentro da cidade e dando poder de comprar para o trabalhador que almeja adquirir seus produtos e serviços.
Temos ótimas empresas e prestadores de serviços, precisamos adquirir o hábito de comprar no comércio local, valorizar, discutir preços, qualidade dos serviços e produtos com nossos empresários.
Afinal pensado no pós venda, qualquer situação que lhe desagrade você não irá precisar andar muito para resolver a situação.
O comerciante, empresário ou prestador de serviço, precisa entender e conhecer o seu público e essa troca de conhecimento só acontece numa via de mão dupla. Portanto, cobre qualidade do comercio local, discuta preço, exija ótimo atendimento.