NÃO VOLTAREMOS À NORMALIDADE

Comerciantes, empreendedores e microempreendedores encaram o chamado “novo normal” para os negócios. Essa temporada de isolamento provou, mais uma vez, que o Marketing Digital veio para ficar definitivamente. É muito comum ainda ouvirmos a seguinte frase: “não vejo a hora disso tudo acabar para que eu possa voltar pra minha lojinha física e vender meus produtos”.
Porém essa “volta ao físico” será eficaz e lucrativa?
O e-commerce está em uma crescente que não havíamos imaginado. Mesmo aqueles que desconfiavam das compras online , hoje se rendem ao delivery. O  tempo do físico está mudando e, como é de conhecimento comum, qualquer crise deixa um aprendizado .
Estamos prontos para encarar o mundo digital? O “novo normal” para os negócios deu espaço ao marketing de conteúdo , ao post patrocinado , a uma boa identidade visual , ao SAC 4.0 … Os termos citados podem parecer distantes, principalmente daqueles que nunca tiveram contato com o marketing digital. Porém, o fato de você, comerciante, vender seus produtos através de listas de transmissão, via WhatsApp, ou postar seus produtos em uma conta do
Instagram, já te coloca a frente daqueles concorrentes que relutam em ficar “offline”.
Esqueça um pouco daqueles termos técnicos que você já ouviu, mas faça
algumas reflexões: “Como me diferencio dos meus concorrentes?” “Qual valor eu
tenho agregado ao meu produto ou serviço? Meus posts são direcionados
corretamente ao meu público alvo? Quais são as reais dores e necessidades do
meu cliente?”. Quando você, empreendedor, encontrar as respostas para estas
perguntas, poderá concluir que o marketing digital é democrático e acessível. Em marketing aprende-se sobre Análise SWOT, uma importante ferramenta
de gestão de negócios, através da qual identificam-se as oportunidades,  ameaças, forças e fraquezas de um determinado mercado.
Exemplificando: a COVID-19 é uma ameaça externa , sobre a qual não podemos controlar. Mas como fazer, então, deste vírus uma oportunidade ? Afinal, muitos dos seus concorrentes encontraram uma oportunidade e hoje tem uma nova força em seu segmento - e muito provavelmente essa força está vinculada a uma estratégia digital eficaz. Ainda não há uma perspectiva do amanhã e, justiça seja feita, nem todos estão prontos ou tem condições para essa realidade digital.
Entretanto, como podemos ajudar um empreendedor ou pequeno comerciante? Curtindo, comentando, compartilhando e enviando para os nossos amigos e conhecidos aqueles produtos ou serviços comercializados. Isso não nos custa mais do que alguns segundos. Se não podemos ajudar consumindo, podemos cooperar na publicidade dos pequenos empreendedores que conhecemos. Lembrem-se: as nossas redes são movidas a algoritmos (os algoritmos basicamente organizam e ordenam os posts que aparecem no feed de notícias, através das interações - curtir, comentar e compartilhar ). Quanto mais comentamos, mais as publicações aparecem para outras pessoas. Dessa forma, há uma efetiva contribuição para o “novo normal” para os negócios.
Josué Roupinha Jr., jornalista especialista em Marketing Digital