Estrutura Familiar: Ninho para Bons filhos

Ao formar um lar devemos esquecer as práticas egoísticas de nossas vidas. A falta de temperança e equilíbrio nos afasta da harmonia indispensável para o bem conviver dentro do templo sagrado de nosso ambiente fraterno. Focados inteiramente nas atividades de trabalho ou no lazer esquecemos de nos valorizarmos quanto aos nossos reais sentimentos e necessidades afetivas dos que nos cercam. O Amor alimenta e muitas vezes vivemos carentes e secos dessa energia preciosa que nos foi imprescindível desde os primeiros dias de vida nesse planeta.
A figura masculina tem sim um dever importante para o progresso do ambiente domestico e comunitário enquanto que a figura feminina tem janela afetiva que liga todos ao sagrado Amor Universal. Essas duas linhas, feminino, vertical e masculino, horizontal, formando um ângulo de noventa graus, se matematicamente alinhadas, formam um ambiente perfeito para uma resultante de 45 graus que são filhos que receberão bons exemplos. Essa formula, bem estudada, nos programas familiares sistêmicos, deveriam ser almejados, antes de mais nada.
Antes mesmo da decisão por filhos, o casal deveria, não somente estrutura-se financeiramente, mas também tecnicamente, emocionalmente e sistematicamente, pois a responsabilidade vai além de nossos entendimentos. Ter um filho não é igual comprar um bem precioso e exige o máximo de nossas forças corretamente direcionadas. Vejam o belo  exemplo das andorinhas que com tanta presteza preparam o ninho para receber seus futuros filhotes.
Quantos familiares chegam estafados em nossos consultórios referindo frases como, eu preciso “pensar mais em mim” ou “ter um pouco de lazer” ou ainda “ter o meu espaço”. Ainda não conseguiram alocar-se, dentro do ambiente família, como uma peça de uma unidade, precisando afastar-se, claustrofóbicos, de domínios que ainda não conseguiram nem penetrar.
Não fiquem em pânico! O sentimento de Amor fraterno cooperativo quando cultivado no dia a dia pela abnegação e o sentimento de prazer ao ver nossos frutos progredindo independente de suas características nos serve de mola propulsora para a felicidades e boas intuições de como fazer tudo equilibrar-se. A vida comunitária e o apoio de amigos, familiares e especialistas, quando necessário, nos fazem encontrar a linha reta do caminhar, que mesmo sendo difícil, nos dará a melhor sensação que um ser humano poderia ter, a de Amar um filho, recebê-lo e auxiliá-lo nessa jornada magnífica chamada vida.