Como na Fábula

Existe a famosa fábula que era uma vez um pai que na beira da morte chamou os seus filhos e fez uma grande revelação. Balbuciou com muita dificuldade que ali no seu sítio estava enterrado um grande tesouro, mas não deu tempo para dizer o local exato onde o tesouro estava enterrado. Assim que o velho morreu, os filhos na ânsia de achá-lo começaram a cavoucar o sitio inteiro, mas não o encontraram. A terra que há muito tempo estava descuidada devido à enfermidade do pai, depois de cavoucava pelos filhos acabou sendo propícia ao plantio. Fizeram então uma grande plantação e a colheita foi farta, se transformando em dinheiro, era o tesouro do qual o pai queria falar, mas não conseguiu.
No período militar de 1964 a 1985, houve o chamado “milagre brasileiro”, foi quando o Brasil cresceu até 10% ao ano, igual a China de hoje, e muitas obras de infra-estruturas foram realizadas. Para financiar esse desenvolvimento, o Brasil tomou empréstimos a juros baixos aos bancos internacionais e se endividou.
No ano de 1985, após a ditadura militar, Tancredo Neves ganhou a eleição como presidente do Brasil nem chegou a tomar posse e em seguida faleceu. O vice José Sarney foi empossado como presidente, época que a inflação brasileira chegou a oscilar em até 84% ao mês. Com esse descontrole inflacionário interno e com a enorme dívida externa a ser paga ficou difícil governar o Brasil. Como não conseguia mais pagar a dívida externa, o presidente Sarney que além de ser um político sacramentado era ainda um poeta, decretou a moratória com a seguinte frase: “Devo não nego, mas, só pago quando puder.”
Para agravar, na época não produzíamos o petróleo suficiente e quase 50% era importado. Foi quando pela primeira vez o mundo viu perplexo em pouco tempo o preço do barril de petróleo ser majorado em até 100%. Uma das medidas para diminuir o consumo interno foi proibir os postos de gasolina abrir aos domingos, dá para acreditar na penúria que passamos?
Anos depois, para que os Estados Unidos não tivessem a exclusividade do mercado de soja, o Japão investiu na Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisas de Alimentos), para tentar desenvolver a plantação de soja no centro oeste brasileiro.  A Embrapa depois de muitas pesquisas desenvolveu sementes apropriadas de soja, corrigiu o solo para a região com muito sucesso além do esperado, sendo hoje uma das terras mais produtivas do mundo, passando até os Estados Unidos.
O Brasil passou a ser um dos maiores produtores e exportador de soja. A Embrapa melhorou também a genética da cana de açúcar, aumentando a produtividade do açúcar e do álcool. Simultaneamente o Brasil aumentou a produção de petróleo e adotou a política do carro flex, podendo rodar com álcool ou a gasolina ao mesmo tempo.
Com a redução da compra de petróleo externo e aumento nas exportações de soja, carne, açúcar, café, e outros chamados no mercado de commodities, o Brasil deu uma guinada no cenário mundial, pagou a sua histórica dívida externa além de ter atualmente uma reserva em torno de  380 bilhões de dólares.
O Brasil a partir do simples plantio da terra como aconteceu na fábula, tornou-se uma nova potência mundial, acumulando tesouros que entre outros estão as tecnologias desenvolvidas através da Embrapa e os dólares em caixa. Ainda esse ano o Brasil terá um superávit na balança comercial superior a 50 bilhões de dólares.