Caminhos Trilhados

Laís Helena é educadora e vice-prefeita de Valinhos

Ao longo da gestão municipal, surgiram vários desafios que levaram a tomadas de decisões imediatas.
Desde o primeiro momento do governo Orestes\Laís Helena já se sabia que seria preciso muito trabalho e seriedade, a fim de se colocar Valinhos nos patamares desejáveis de governabilidade.
Muitos obstáculos foram surgindo, que exigiram busca de medidas e tomadas de decisões  responsáveis, sérias e transparentes, nem sempre agradáveis, todavia necessárias para o bem comum.
Ao assumir a Prefeitura de Valinhos em 2017, o governo Orestes \ Laís Helena fez a opção de austeridade, por vezes polêmica, para algumas pessoas, entretanto necessária, em razão da situação econômico-financeira, caótica, em que se encontrava o município, exigindo novas ações.
Este novo modelo de gestão resultou na saúde financeira da cidade, trazendo, acima de tudo, o crescimento sustentável, bem como o respeito ao dinheiro público. Prova disso, a aprovação das contas municipais, pelo Colendo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo.
Com foco no saneamento financeiro, novas medidas e novos desafios foram enfrentados, o que demandou ousadia, coragem, garra e determinação, a fim de lograr êxito nas benfeitorias à população e proporcionando, num primeiro momento, o levantamento e retomada das obras paralisadas e/ou abandonadas e daquelas que há muito tempo estavam carentes de manutenção e reformas urgentes, bem como pendências de contratos a serem honrados com fornecedores e licitações pendentes, a exemplo dos remédios da cesta básica, realidade que resultou em prejuízos vultuosos à municipalidade.
Novas etapas tiveram início com reformas e construções de UBS. Foram reformadas: Reforma Agrária, Capuava, Pinheiros e a UPA. Foram inauguradas: UBS do Bairro Frutal e da Vila Itália, além do Centro Dia do Idoso, da nova Farmácia Central. Foi descentralizado o atendimento do CEV, que ganhou duas novas unidades (CEV II e CEV III).
Podemos citar ainda a Ponte da Capuava, obra muito esperada há 14, a EMEB Alvorada, dada como pronta, na verdade abandonada, que exigiu muito empenho para retomada e conclusão, capacidade para um mil e cem alunos e que já foi inaugurada.
Vale lembrar outras obras já realizadas: contenção de enchentes da Av. Invernada, ampliação da frota de ambulâncias e viaturas da Guarda, recapeamento e manutenção de vias públicas (embora muito há ainda por se fazer nesse sentido), ciclovia Av. dos Andradas, Parque dos Girassóis, com arborização (1.200 árvores), reforma do CLT e criação do Parque dos Lagos, desassoreamento da Lagoa/CLT, Ecoponto, Construção e reformas de reservatórios de abastecimento de água, Parceria DAEV/SANASA, Rotatória do SESI Rodovia Flávio de Carvalho, Ponte do Vale Verde, recuperação ambiental da Lagoa do Vale Verde.
Mediante tudo isso, e ainda uma série de coisas que não cabem neste espaço, houve também o empenho para outras grandes conquistas, a exemplo da Coordenadoria Especial de Políticas para as Mulheres, CoordenadorIa do Bem-estar Animal, Centro de Zoonoses, que envidaram criatividade.
O governo Orestes\ Laís Helena tem, ainda, uma série de importantes obras em andamento,  obras que certamente serão motivos da próxima matéria, para conhecimento público.
Passo a passo e no caminho certo, preparados para os novos desafios, vai-se seguindo com transformações necessárias em cada etapa, procurando-se fazer o melhor em prol da confiança depositada pela população nessa gestão.