Adormecidos no colo da terra

Finados é dia de visitação, celebração e oração. A Igreja Católica celebra fazendo memória de todos os fiéis defuntos, pessoas que fizeram parte de nosso convívio, que professaram a fé na ressurreição dos mortos e na vida eterna. Amparados por esta mesma fé, vamos seguindo nossos caminhos, nossos costumes, fazendo valer nossa religiosidade, sem medo de pecar. Continuemos visitando os Cemitérios, Campos Santos onde foram semeadas vidas humanadas, tornando-se um sagrado jardim do Senhor. Visitas essas marcadas pela dor da saudade, pelas lágrimas e por alguns sentimentos de gratidão.
No colo da terra, nossos falecidos desfrutam do sono da eternidade. Se houve sobre eles a sombra do pecado cometido no decorrer de suas existências, com certeza já foram lavados e purificados pelo sangue derramado de Jesus Cristo, uma vez que Ele, Jesus, através do seu sofrimento, morte e ressurreição, nos trouxe a salvação e não a condenação.
Como cristãos conscientes, lembremo-nos com respeito dos que nos precederam na fé, rezemos por eles, recordando com saudade a suas permanências entre nós. Lembremo-nos também das suas passagens pela porta da morte, de suas despedidas ao seguirem por um caminho sem volta, pois ninguém passará novamente por esses mesmos caminhos.  Vamos, sim, visitar os lugares onde estão sepultados nossos mortos, embora não os vejamos; mas sabemos que nesses lugares repousam tranquilos os corpos dos que um dia se tornaram, pelo Batismo, o templo do Senhor, um sacrário humano.
Nos Evangelhos as santas mulheres também foram visitar o sepulcro de Jesus e encontram o Senhor Ressuscitado! Hoje os católicos visitam com frequência os túmulos dos seus entes queridos, principalmente no dia de Finados, ofertando flores, cânticos e orações, fazendo daqueles lugares os seus jardins de saudade.
Para o dia de Finados, a Pastoral das Exéquias da Arquidiocese de Campinas elaborou um panfleto catequético realçando a importância de celebrar bem esse dia. O panfleto contém a oração utilizada para a visita aos túmulos, e será distribuído a todos os que nos cemitérios se fizerem presentes. Haverá também informações sobre os horários das missas a serem celebradas na Capela no decorrer do dia, facilitando a participação dos fiéis.
Com o objetivo de acolher bem as pessoas, no dia de Finados contaremos com a colaboração dos padres - que presidirão suas missas, dos ministros das Exéquias, das Equipes de Liturgia e Cantos, bem como dos demais envolvidos na vida de suas paróquias. Destacamos a colaboração e o empenho dos administradores e funcionários dos cemitérios - sobretudo do Cemitério São João Batista, aqui de Valinhos - que não medem esforços e nos ajudam de maneira carinhosa e responsável, providenciando-nos tendas, serviço de som e banquinhos para as santas missas, além de atender o povo com respeito, educação e simpatia.
Que nossos irmãos e irmãs falecidos estejam neste momento comendo do Pão da Salvação e bebendo do Cálice da Verdadeira Vida.

 

Cinira Chiari Rovere, (Ministra das Exéquias da Paróquia São Cristóvão – Valinhos, SP