Pedagogia no ambiente hospitalar será o assunto da live ACESA Capuava

Pedagogia no ambiente hospitalar será o assunto da live ACESA Capuava

A pedagogia hospitalar, que faz parte do modo de ensino da Educação Especial, é a ação do educador dentro do hospital, atendendo crianças e adolescentes que, por estarem ali, precisam de atendimento escolar diferenciado e especializado. Nessa prática pedagógica, o profissional direciona atividades voltadas para a área da educação. Além disso, ela visa auxiliar no tratamento de transtornos emocionais, como medos inseguranças e frustrações, causadas pela hospitalização. Pensando na importância do assunto, a ACESA Capuava, entidade sem fins lucrativos de Valinhos que tem como público alvo crianças, jovens e adultos com Transtorno do Espectro Autista, deficiência intelectual, deficiência múltipla e surdez, convidou a pedagoga e psicopedagoga Anita Zimmermann para falar sobre o tema “Pedagogia e Saúde - O atendimento da criança especial no hospital”, na próxima terça-feira, dia 24, às 19h.

A live faz parte do Projeto “Live D’Ajuda”, em que toda semana terá um encontro online para discutir temas diversos, como forma de ampliação do contato da entidade com o público e um suporte adicional para as famílias assistidas. “Nossa proposta é compartilhar semanalmente um pouco de reflexão, motivação, inspiração e informação direcionada principalmente para as famílias que atendemos, mas voltada também para toda a comunidade da internet”, diz a presidente da ACESA Capuava, Fernanda Teixeira.

A profissional falará sobre o papel da pedagogia no ambiente hospitalar e o atendimento da criança especial no hospital.
Anita Zimmermann é pedagoga e doutora em Ciências Médicas pela Faculdade de Ciências Médicas pela Unicamp e mestre em Educação pela Faculdade de Educação da Unicamp. Ela também é Especialista em Educação Especial e Deficiência Visual pela USP e Especialista em Saúde Mental Infantil pela Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp.

Para acessar a live, basta ingressar nas páginas do Youtube ou Facebook da instituição.