Curso de Técnicas de Panificação forma duas novas turmas

Curso de Técnicas de Panificação forma duas novas turmas

Alunos da 3ª e da 4ª turmas receberam os certificados de conclusão em dois períodos
Alunos da 3ª e da 4ª turmas receberam os certificados de conclusão em dois períodos

Mais duas turmas do Curso Profissionalizante de Técnicas de Panificação e Confeitaria foram formadas nesta segunda-feira (4), parceria entre a Prefeitura de Valinhos, por meio do Fundo Social de Solidariedade, e o Serviço Nacional da Indústria (Senai). Os 33 formandos do curso gratuito produziram e apresentaram alguns dos variados pratos que apreenderam em uma farta mesa, na Padaria do órgão, que fica na Rua Itália, 367, no Centro.

Os alunos da 3ª e da 4ª turmas receberam os certificados de conclusão em dois períodos das mãos da presidente do órgão e primeira-dama, Renata Previtale, e da representante do Senai, Marcela Campanholi. No período da manhã foram 16 formandos e à tarde outros 17.

Também estiveram presentes na formatura, como convidados da primeira-dama, o proprietário do Cartonificio Valinhos, Segismundo Celani, e o gerente da empresa, César Fernando Braghetto. Renata destacou que o local onde hoje funciona a Padaria do Fundo Social foi doado pela família Celani à Igreja Católica. Durante a cerimônia, Celani recordou um pouco da trajetória de sua família e do Cartoníficio, que tem 85 anos de funcionamento em Valinhos e faz parte da história da cidade.

Curso

As aulas do Curso Profissionalizante de Técnicas de Panificação e Confeitaria foram realizadas durante um mês, de segunda a sexta-feira, na Padaria do Fundo Social, com professor e insumos oferecidos pelo Senai. Todo o aprendizado teórico e técnico ficou sob o comando do professor do Senai, o chef Primo Melaré. A principal finalidade do curso é incentivar o empreendedorismo. Durante as aulas, os alunos produziram vários tipos de pães, salgados assados e fritos, pizza. Também foram feitos doces, com diversas massas diferentes.

A presidente do Fundo Social de Solidariedade comemorou as duas novas turmas formadas no curso, com mulheres e homens. Ela destacou que a parceria com o Senai é muito importante para o Fundo Social. “O método de ensino adotado é sensacional e os alunos estão bastante satisfeitos e empolgados em terem a oportunidade de aprender uma nova atividade profissional para geração de renda. Isso significa que nosso maior objetivo está sendo alcançado”, afirmou Renata.

De acordo com Renata, outras duas turmas do curso profissionalizante de Técnicas de Panificação e Confeitaria terão aulas até o final do ano, porém, as vagas estão esgotadas.

O chef Primo Melaré explicou que o curso pode representar uma transformação. “A ideia é que as pessoas saiam da sua atual situação, possam criar um negócio próprio e se reestruturem, mudando suas vidas. Em algumas aulas ensinamos como gerar renda com pouco dinheiro”, disse Melaré. Ele avaliou que, mais uma vez, o aproveitamento dos alunos no curso foi "extremamente" positivo.

Formandos

A dona de casa Fernanda Vasconcellos Cardieri, 40 anos, contou que se inscreveu no curso com dois objetivos, apreender a arte da culinária para o bem-estar e qualidade de vida de sua família e buscar uma atividade para o incremento do orçamento familiar.

“Deu certo. Posso dizer que o curso fez um verdadeiro milagre comigo. Eu não conseguia fazer quase nada na cozinha. Agora estou produzindo pães, geleias, doces e também receitas tradicionais. Estou recebendo muitos elogios, o que tem ajudado na autoestima”, garantiu Fernanda. Ela disse que o conhecimento e técnica adquiridos são um estímulo para trabalhar no ramo de alimentos.

Marcos Rogério Frigato, 48 anos, que há três anos trabalha com a produção e venda de pães artesanais, disse que se inscreveu no curso em busca de aperfeiçoamento e novas técnicas, já que o Senai é reconhecido pela qualidade do ensino. “Foi ótimo participar e já tenho colocado muita coisa em prática no meu negócio. As novas técnicas que adquiri já têm apresentado resultados positivos e me proporcionado um maior lucro. Afinal, com a técnica e ingredientes corretos é possível ter menos perdas e produtos de maior qualidade”, comemorou.

A aposentada, Sueli Aparecida Pereira, 63 anos, comentou que está muito feliz com a participação no curso. “Há 15 dias perdi minha irmã e aqui no curso recebi muita força de todos os participantes para seguir a vida e continuar fazendo coisas gostosas para minha família e amigos”, disse. A manicure Solange Rita Silva Pita, 39 anos, disse que ama cozinhar e aproveitou todas as aulas. “Receber o certificado para mim é uma grande realização. Agora quero ser um empreendedora de sucesso na área de alimentação”, concluiu.