A técnica Ana Lúcia Gonçalves é nossa entrevistada da semana

A técnica Ana Lúcia Gonçalves é nossa entrevistada da semana

A professora de futebol da Secretaria de Esportes de Valinhos, Ana Lúcia Gonçalves
A professora de futebol da Secretaria de Esportes de Valinhos, Ana Lúcia Gonçalves

Raio-X

Nome: Ana Lucia Gonçalves
Idade: 55 anos
Nascimento: Caconde - SP
Formação: Graduada em Educação Física; Pós graduada em Fisiologia do Exercício, e Treinamento Desportivo

"Essa certificação é muito importante para mim, pois chancela muitos anos de estudo e dedicação”

Ana Lúcia Gonçalves, 55 anos, professora de futebol da Secretaria de Esportes de Valinhos, é a primeira treinadora brasileira com licença homologada pela Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol). Ana Lúcia é Graduada em Educação Física (Puccamp) e pós graduada em Fisiologia do exercício (Unifesp) e Treinamento Desportivo (Unicamp). Atualmente além da Secretaria de Esportes, ela é Assistente Pontual da Seleção Brasileira Futebol Feminino Sub 20.
Nesta semana a Folha de Valinhos entrevista a Treinadora Ana Lúcia. Ela lembra da sua trajetória profissional, destaca o curso que realiza na CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e fala dos desafios que as mulheres enfrentam para provar a capacidade profissional num ambiente dominado pelos homens.

- Como foi o início da sua trajetória?
Sou uma das pioneiras do futebol feminino de Campinas e Região. Com muitas dificuldades e muito preconceito iniciei minha trajetória como atleta no Guarani FC na década de 80 e atuei em vários clubes jogando futebol e futsal como AA Ponte Preta, Saad EC, Rigesa, Sabesp, etc. em seguida decidi me graduar em Educação Física e o início do sonho de trabalhar pelo desenvolvimento da modalidade.

- Quais foram os maiores desafios?
Tive muitos momentos marcantes nessa trajetória, como atleta enfrentei e venci as dificuldades financeiras e o preconceito e como treinadora assumi equipes onde havia jogado e conquistei vários títulos para a cidade de Valinhos, tanto no futsal como no futebol, revelando várias atletas para a seleção brasileira de futebol e futsal.

- Como é o Curso da CBF?
Desde 2016 sou aluna da CBF Academy e atualmente estou cursando a Licença Pro e para se obter a homologação na Conmebol, nós treinadores temos que concluir todas as Licenças C (iniciação), B (categoria de base), e A (treinadores profissionais). Em dezembro de 2020 fomos convidadas a homologar nossa Licença A, sendo essa certificação muito importante para mim, pois chancela muitos anos de estudo e dedicação.

- Qual a importância desse reconhecimento?
Com certeza todas as treinadoras serão mais respeitadas e teremos maior visibilidade juntamente com a modalidade futebol feminino que vem evoluindo muito e, consequentemente, mais mulheres à frente desse desenvolvimento. Com a homologação na Conmebol, acredito que nós treinadoras conquistaremos mais respeito e credibilidade num universo totalmente masculino.

- Qual o maior desafio ao se destacar num espaço dominado pelos homens?
O desafio que enfrento desde que iniciei minha trajetória até os dias atuais dentro do futebol é ter que provar, diariamente, que tenho vivência, competência, experiência e capacitação para assumir qualquer cargo dentro e fora dos campos.