O candidato a prefeito pelo PRTB é um de nossos entrevistados da semana

O candidato a prefeito pelo PRTB é um de nossos entrevistados da semana

O candidato Aguiar (PRTB) é nosso entrevistado
O candidato Aguiar (PRTB) é nosso entrevistado

Raio X

Nome - José Aparecido Aguiar - PRTB

Profissão - Empresário

Atuação política - duas vezes vereador 

 

'Tenho certeza que vamos conseguir governar a cidade com responsabilidade, preparo e compromisso’

A Folha de Valinhos dá continuidade à Série de Entrevistas com os candidatos a Prefeito de Valinhos na edição desta semana. Já passaram pela nossa Sala de Entrevista os candidatos Paulo Bandina (PTC) e Alexandre Tonetti (PDT). A candidata Capitã Lucimara (PSD) não concedeu entrevista para a Folha de Valinhos. Nesta edição também tem a entrevista do candidato Nadyr Calvi (PSL).
O candidato Aguiar (PRTB) esteve na sede da Folha de Valinhos na última terça-feira (13) e conversou com nossa Equipe. Confira abaixo a entrevista na íntegra e também nas Redes Sociais da Folha de Valinhos.

Quem é Aguiar?
O Aguiar é uma pessoa do povo, gente da gente. Tive uma infância muita sofrida. Trabalhei na roça com 7 anos, estudava longe. Mas tenho orgulho de ter passado por essa vida. Cheguei em Valinhos em 1984 e batalhei bastante. No começo não tinha tanta oportunidade. Mas não me abati. Trabalhei, lutei, tinha sonho de empreender. Sou muito grato a Valinhos.

2- Qual a trajetória política do candidato?
Meu interesse pela política vem desde a infância. Mas foi na década de 80 que o ex-prefeito Marcos me procurou, perguntou se gostava de política e me filiou ao MDB. Marcos me perguntava se eu queria ser candidato. Mas eu dizia que não. Eu dizia que quando eu tivesse minha empresa, minha casa, meu carro e não dependesse da política aí sim seria candidato. Em 2008 fui eleito vereador pela primeira vez pelo MDB, tive um mandato com muito trabalho, participei de todas as comissões para aprender sobre a máquina pública. A gente teve o desafio de aprovar a Valiprev, o Pólo Logístico. Eram projetos muito polêmicos que ninguém queria encabeçar. Pedi para jogarem na minha mão que eu ia encabeçar. Tive um desgaste político muito grande. Mas não me arrependo, pois ficou um legado. Em 2017 eu voltei como suplente do vereador Popó. Fiquei quase 3 anos. Foi um desafio. Encontrei uma Câmara muito diferente da 2008. Uma Câmara que não produziu, não deu resultado, muitos vereadores, época de crise, de dificuldade financeira.

Por que o candidato quer ser Prefeito de Valinhos?
Por gratidão a Valinhos e quero retribuir tudo o que aprendi aqui. Quero usar o conhecimento administrativo e de gestão da iniciativa privada na gestão pública. Me formei em Gestão Pública. Estou há mais de 20 anos estudando gestão pública. Então me sinto preparado para governar Valinhos. É difícil, Prefeitura endividada, máquina emperrada. Mas tem pessoas boas e vamos aproveitar esse pessoal. Ele conhecem como funciona e precisam ser valorizados. Eu amo a cidade de Valinhos, me sinto valinhense. Por amor a Valinhos e para mostrar para a população e para os políticos que dá para fazer uma gestão sem corrupção. Não vou ceder ao poder para me corromper. Meu compromisso: Deus, Pátria e Família. Sou conservador.

Quais são as suas principais propostas para a cidade?
Meu Plano de Governo tem 20 folhas. Plano é promessa. Não pode enganar a população. Meu plano é simplificado e meu compromisso é trabalhar. Acordar cedo e dormir tarde. Na área da Saúde vou um criar um Cartão Cidadão para dar prioridade ao valinhense, que mora, trabalha, tem vínculo com a cidade. Vou reduzir 8 secretarias, unir Esportes, Lazer e Cultura, cortar Almoxarifado. Unir Planejamento e Obras. Não é um sonho. Eu pesquisei, vi em outras cidade e sei que dá para fazer. Vou desenvolver o Pólo Logístico já que ninguém fez nada. Buscar recursos junto ao Estado, levar infraestrutura para atrair empresas. É uma vergonha para Valinhos não ter um Polo. Estamos cercados pelas grandes rodovias, e a 10km do Aeroporto. Vamos manter a agricultura, incentivar, pois falta vontade política. Vou investir no Esporte, ao investir no esporte você ganha em saúde, educação e segurança. O esporte forma cidadão. Vamos ter praças esportivas com qualidade, dá para fazer diferente e eu sei como fazer, é só dobrar o orçamento. 

No seu Plano de Governo,  o candidato fala sobre a construção do Centro Radiológico de Imagem. Como o candidato pretende fazer isso?
A necessidade é grande. São muitos exames. Todos feitos em São Paulo e Bragança Paulista. A Prefeitura não dá nem o alimento. Vamos buscar recursos junto ao Governo Federal. Valinhos não tem orçamento. Já tem local, o antigo CAUE, mas o melhor espaço é a Santa Casa. Já conversei com Provedores e é possível fazer. Seria uma parceria Santa Casa e Prefeitura com qualidade e atendimento rápido. O que se gasta hoje levando esse pessoal para São Paulo em comparação com fazer o exame aqui sobra dinheiro. Não estamos sonhando. Já sabemos o que dá para fazer. 

No seu Plano de Governo, o candidato fala em criar horário integral nas creches. Como o candidato pretende fazer isso?
Quando se gasta dinheiro bem gasto vai sobrar dinheiro para isso (horário integral nas creches). Ao invés de construir creches, precisa ampliar as creches. Gasta-se menos. Se a criança mora longe, eu vou colocar transporte, é barato, faço parceria. É uma economia que dá para manter. Tem que enxugar a máquina pública. Quando isso acontecer vai sobrar dinheiro.

Episódio Batman: Como o candidato avalia o humor na campanha?
Não foi humor. Foi uma forma de mostrar que a política é séria. Ele tinha acabado de chegar de um trabalho social. Quando ele voltou surgiu a ideia. A gente queria atingir a população para que as pessoas soubessem que somos candidatos, que estamos dispostos e queremos ajudar Valinhos. Pensamos em dar um choque e o vídeo viralizou. Foi positivo. Teve críticas e deboches. Mas são pessoas reprimidas, invejosas, que não somam nada, não vão votar em nós. Depois a gente explicou o vídeo e recebemos muitos elogios e as pessoas que criticaram se calaram. Eu perguntei ‘onde você estava quando eu tentei reduzir o número de vereadores... quando fui abrir a UPA em Campinas...’ e ninguém veio, ninguém apoiou. Eu respeito, é legítimo. Mas eu vejo a ação como positiva. Recebemos muito mais elogios do que críticas e muito mais gente ficou sabendo que nós somos candidatos a Prefeito e a Vice que é o Luciano.    

Deixe uma palavra para os eleitores.   
Eu me preparei há 20 anos para ser prefeito da cidade. O poder não me interessa. Estou usando meu recurso próprio. Minha campanha é a mais humilde. Peço apoio da população, tenho meu Plano de Governo que é simples, mas é tangível e pode ser colocado em prática. Compartilhe meu nome, meu número, minha fala. Eu e o Luciano amamos pessoas, fazemos trabalho social e tenho certeza que vamos conseguir governar a cidade com responsabilidade, preparo e compromisso. A gente não vai se corromper. Eu tenho convicção que estamos preparados para isso. Precisamos fazer diferente. Valinhos precisa voltar a ser grande de novo.