Folha entrevista a Secretária de Educação Claudineia Vendemiatti Serafim

Folha entrevista a Secretária de Educação Claudineia Vendemiatti Serafim

Claudineia Vendemiatti Serafim, Secretária de Educação de Valinhos
Claudineia Vendemiatti Serafim, Secretária de Educação de Valinhos

Raio X

Graduação: Pedagogia
Profissão: Secretária de Educação de Valinhos
Experiência: Mais de 16 anos em Gestão Pública

Valinhos iniciou o ano letivo na Rede Municipal de Ensino na segunda-feira, dia 8, ainda no formato online através da plataforma Educa Digital, com os professores postando atividades para os alunos. A frequência dos estudantes será contabilizada por meio dos acessos à plataforma e, para quem tem dificuldade com a internet, a matéria e as atividades impressas serão entregues pelas escolas, registrando a presença, quando devolvidas.
Para falar sobre o início das atividades nas escolas de Valinhos e o início das aulas presenciais previsto para o mês de março, a Folha de Valinhos entrevistou Claudineia Vendemiatti Serafim, Secretária de Educação de Valinhos. Além da retomada das aulas, ela falou sobre a sua percepção da Educação em Valinhos e seus planos para o mandato.

- Qual a sua percepção da Educação em Valinhos?
Minha percepção, neste curto espaço de tempo, é que a Educação valinhense é rica de profissionais competentes e comprometidos, mas pobre de estrutura e gestão. Temos um longo e árduo trabalho pela frente.

- Quais são os principais desafios da Secretaria da Educação neste início de ano/mandato?
Sem dúvida, os principais desafios neste início estão sendo em lidar com uma estrutura física muito deficitária das escolas, rever contratos e protocolos de gestão, e por fim licitar diversos serviços e produtos essenciais para o bom andamento dos trabalhos. Muitas ações estão sendo planejadas e executadas do zero. Mas temos profissionais comprometidos, e não é a primeira vez que enfrentamos desafios. Em minha trajetória na gestão pública já passamos por grandes desafios. Nosso compromisso é fazer o melhor por nossas crianças, e a Prefeita Capitã Lucimara fez da Educação de Valinhos uma das principais prioridades de seu governo!

- Quais são as prioridades da Secretaria da Educação para 2021?
Tudo se resume em uma modernização do modelo de gestão. Nos bastidores de uma sala de aula existe uma longa cadeia de contratos, profissionais e sistemas administrativos. A qualidade de ensino lá na ponta exige um planejamento sério, inteligente e transparente.  Essa é a nossa prioridade para 2021.

- Valinhos está preparada para iniciar as aulas presenciais?
Valinhos está se preparando, trabalhando em comissões multidisciplinares, com elaboração de protocolos sanitários incluindo a participação de representantes de diversas secretarias, conselhos e entidades. Agora, estamos implementando esses protocolos nas escolas do município.

- As aulas serão obrigatórias?
As aulas remotas ou presenciais são obrigatórias a todos os estudantes, porém os pais poderão optar se seus filhos frequentarão as aulas presenciais ou continuarão em casa somente com atividades remotas.

- Quais adaptações foram realizadas nas escolas para garantir segurança dos alunos e profissionais?
Estamos realizando as aquisições de EPIs e insumos que a Secretaria da Educação disponibilizará a todas as escolas nos próximos dias. Temos um cronograma com a Secretaria de Obras para realização das manutenções necessárias para o retorno. Assim como trabalhando com a empresa que é contratada para a limpeza e agora também para a higienização das escolas.

- Qual a previsão para vacinar os professores e demais profissionais nas escolas? Por que os professores não foram incluídos no primeiro grupo prioritário?
Nota da Assessoria de Imprensa: a Prefeitura segue o Plano Nacional de Vacinação. Quem define datas, fases e grupos de vacinação não é o município, mas sim o Ministério da Saúde. Portanto, a Prefeitura deve seguir este Plano Nacional.

- Em fevereiro as aulas serão online. O formato será igual ao ano passado? Quais as mudanças?
A plataforma utilizada está sendo atualizada para melhor atender os estudantes neste ano. O lançamento de atividades e o acesso à plataforma devem ser realizados diariamente. Para as famílias que não têm acesso à internet, as escolas disponibilizarão atividades impressas a serem retiradas semanalmente nas Unidades Educacionais. Diferente do ano anterior, a realização efetiva das atividades serão consideradas para a frequência e o rendimento escolar.

- Como as famílias com dificuldade no acesso à internet podem proceder?
As famílias que não têm acesso à internet, as escolas disponibilizarão atividades impressas a serem retiradas nas Unidades Educacionais.

- Um conselho para pais e professores.
Acreditem que estamos realizando com muito carinho e responsabilidade as adequações possíveis e importantes neste momento nas Unidades Educacionais, e adquirindo os EPIs para um retorno seguro. Mas lembrando que estamos alinhados com a Saúde, e qualquer mudança que for solicitada pelos órgãos de Saúde iremos acatar. A responsabilidade pedagógica com nossos alunos estará com certeza interligada com a responsabilidade com as vidas destes e dos professores e funcionários. As vidas importam, em todos os sentidos.