Candidato à reeleição, Orestes Previtale falou com a Folha

Candidato à reeleição, Orestes Previtale falou com a Folha

Prefeito Orestes Previtale, candidato à reeleição pelo DEM
Prefeito Orestes Previtale, candidato à reeleição pelo DEM

RAIO X

Nome - Orestes Previtale Junior

Idade - 53 anos

Partido - DEM

Profissão - Médico 

“A cidade precisa de administrador, não precisa de enganador, não precisa de aventureiro”

Quem é o candidato e qual a sua trajetória política?
Orestes Previtale tem 53 anos, médico há quase 30 anos, fui Secretário de Saúde, fui Vereador, estou Prefeito. Fui Diretor clínico, Diretor técnico dos dois hospitais da cidade, fui presidente da Associação dos Médicos de Valinhos. Sou casado com a Renata, presidente do Fundo Municipal de Solidariedade, tenho 2 filhos: Roberta e Ângelo, que também seguem os passos do pai na medicina.

Por que o prefeito quer continuar Prefeito de Valinhos?
Estamos nos preparando há tantos anos à frente da cidade na Administração e, por isso, é que nós estamos mais uma vez pleiteando o cargo de prefeito e concorrendo a eleição no dia 15 de novembro. Estamos preparados e a nossa biografia confirma isso. Nos sentimos confortável para pleitear. A cidade precisa de administrador, não precisa de enganador, não precisa de aventureiro. Eu e Laís já provamos a nossa condição e a nossa competência à frente da Prefeitura. Nos entendemos credenciados para poder mais uma vez pleitear ao cargo de prefeito de Valinhos. 

Quais são as suas principais propostas para a cidade?
Nosso Plano de Governo de 2016 na última campanha pelo menos 90% dele foi atendido. Esse Plano 2020 nossa proposta é darmos continuidade: 1) saneamento financeiro do município através desse trabalho todo de 4 anos para que possamos liquidar essa dívida; 2) finalizar 2 ou 3 obras. Exemplo da Avenida Joaquim Alves Correa, uma obra aguardada há mais de 3 décadas. Vamos entregar essa obra totalmente finalizada, urbanizada. Até o final deste teremos uma das pistas totalmente pronta, asfaltada. A segunda pista não será concluída agora pela falta de tempo, e daqui a pouco tem estação das chuvas e teremos dificuldade no trabalho. Mas a obra está indo muito bem. 3) Cuidar do financeiro; 4) Cuidar dos nossos funcionários. Hoje a Prefeitura tem o secretário e tem 6 comissionados. Então a Prefeitura precisa do seu servidor efetivo. Vamos valorizar cada dia mais os nossos servidores. 5) Temos que dar continuidade a essa questão da CRP (Certidão de Regularidade Previdenciária) e da CND (Certidão Negativa de Débitos) para buscar a possibilidade de novos convênios para investimento na cidade; 6) Investir mais forte na Educação. Trouxemos para Valinhos a Univesp (Universidade Virtual do Estado de São Paulo) que funciona na Escola Orestes Quércia. São pelo menos 6 cursos totalmente gratuitos. É a primeira universidade gratuita de Valinhos e atestada pelas 3 maiores instituições de ensino do país: Unicamp, Unesp e USP. Queremos aumentar o número de cursos para qualificar a nossa mão de obra. Assim, as empresas se aproximam do município, gera posto de trabalho e teremos mão de obra qualificada. 7) A nossa saúde é uma das melhores da Região Metropolitana de Campinas. O que ocorre é que a nossa demanda na saúde é infinita; A cada dia surge um remédio novo, um exame novo, uma cirurgia nova. Temos distribuição de remédios gratuitos e a realização de vários exames. A relação com a Santa Casa a cada dia fica mais forte, mantem uma relação de parceria muito importante. 8) A relação com as demais instituições do município: ACESA, APAE, Rosa e Amor, Instituto Esperança, Recanto, Patrulheiros e tantos outros na cidade. A Prefeitura não pode tratar o Terceiro Setor como meros prestadores de serviço. Mas como grandes parceiros da Prefeitura. Graças a essa parceria muitas ações sociais no município acontecem. 9) O nosso compromisso com a diversidade, quer seja de orientação sexual, racial.         

Qual é a análise do prefeito a respeito da Valinhos de hoje e a Valinhos de 4 anos atrás?
Quando assumimos nos deparamos com uma dívida de curto prazo da ordem de R$179 milhões. Era uma Prefeitura má pagadora. Sequer conseguíamos orçamentos para poder tocar o processo licitatório. Não tinha remédio na prateleira, não tinha merenda, não tinha caminhão e trator funcionando, tínhamos uma única ambulância rodando pela cidade. Tínhamos uma dívida de 179 milhões. Dessa dívida, R$16 milhões era de apenas um fornecedor, da Limpeza pública. Foi um período muito duro, mas mesmo assim conseguimos equacionar, programar as dívidas. Não tínhamos sequer a CRP (Certidão de Regularidade Previdenciária). E a CND (Certidão Negativa de Débitos) findaria ao longo dos próximos 3 ou 4 meses. Ou seja, para a Prefeitura poder operacionalizar e trabalhar como órgão público, ela necessita de 2 documentos basicamente: a CRP e a CND. Trabalhamos muito e conseguimos.  Hoje Valinhos paga rigorosamente em dia essa Cota Patronal. Todos os funcionários recebem em dia, salário, 13º, férias. Não temos dificuldade com fornecedores. Todos estão em dia. Valinhos se tornou uma cidade boa pagadora, uma Prefeitura boa pagadora. Temos a nossa dívida consolidada, a chamada ‘Dívida do Século’, quase R$600 milhões. Em 2010 o gestor da época conseguiu através de uma liminar na Justiça Federal que ao invés de ser pago R$1,5 milhão/mês fosse pago R$500mil/mês. É por isso que alguns meios de comunicação insistem colocar que a dívida só cresce. Logicamente, e aquele R$1,5 milhão que ficou para trás? Não está pagando a dívida. No entanto, estivemos em Brasília, e encontramos um caminho para que pudéssemos conversar a respeito dessa dívida e fazer uma proposta de recapitulação da forma de pagamento desta dívida. Essa dívida não será cancelada, não será anistiada, mas existe uma possibilidade de uma renegociação dessa dívida. Me causa estranheza ouvir alguns pré-candidatos a Prefeito que se dizem entendidos e conhecedores da situação, dizendo que se forem eleitos vão buscar junto a Frente Nacional dos Prefeitos, junto a Região Metropolitana de Campinas a mudança na Legislação. Não precisa nada disso. Já fizemos tudo isso.  A lei é de 2020 e já nos adequamos a ela. Só estamos esperando o parecer da Secretaria do Tesouro Nacional. Trabalho realizado ao longo desses 4 anos para poder tornar a Prefeitura viável, economicamente viável, que possa realizar investimentos. Hoje a nossa capacidade de investimento é exclusivamente às custas das contrapartidas dos empreendimentos imobiliários que ocorrem na cidade.  

No Plano de Governo, o prefeito fala sobre implantar a ETEC e a FATEC. Esta ação está em qual etapa?
Logicamente isso depende de uma relação mais estreita com o próprio Governo Estadual. Da mesma forma que alcançamos o objetivo de trazer a Univesp, agora vamos buscar outras escolas técnicas que venham para Valinhos para que possamos qualificar a nossa mão de obra. Acredito que conseguiremos uma parceria com o Governo Estadual. Até porque sou do DEM e o nosso Vice Governador, Rodrigo Garcia, também é do DEM. Temos um canal de conversa aberto e ao que tudo indica será nosso próximo Governador num futuro próximo. Essa proximidade política é um canal facilitador para trazer essas instituições de ensino para Valinhos.

No Plano de Governo, o prefeito fala sobre a Segurança Pública. Quais são ações que o prefeito pretende colocar em prática?
Já avançamos muito na Segurança Pública em Valinhos. Foram 16 novas viaturas, o Canil da Guarda Municipal, aquisição de animais, aquisição de 4 novas carabinas, 80 novas pistolas Ponto40 para qualidade de trabalho dos nossos profissionais, uniformes novos, coletes a prova de bala novos, a construção do Centro de Treinamento da Guarda Municipal que é uma referência a nível de Brasil, Stand de tiros. Tudo isso é investimento em nossa segurança. Vamos intensificar isso.   

No Plano de Governo, o prefeito fala sobre mobilidade urbana. Quais serão as ações?
Nós recapeamos inúmeras vias na cidade. Mas sabemos que não é suficiente. A malha viária é antiga, vai se quebrando e com a chuva abre buraco. Então é necessário um projeto de recapeamento. Valinhos não tem capacidade para isso. Então vamos buscar parcerias e convênios. Mas num contexto de pandemia sabemos das dificuldades. Não vamos perder a vontade de lutar para trazer isso. Veja o que já fizemos na Avenida Invernada que agora tem 3 faixas de rolamento para cada lado, foi feito o recape, colocamos ‘guard rail’ para trazer mais segurança, uma parceria com a Rota das Bandeiras e com o DAEV, Secretaria de Obras, Secretaria de Mobilidade Urbana, empreendedores da cidade. Um trabalho em conjunto que permitiu dar essa qualidade. Também estamos fazendo na Avenida Joaquim Alves Correa. Nós tornamos esse trabalho verdadeiro e real em dezembro do ano passado quando tivemos os leilões do Présal. Fizemos a Ciclovia na Rodovia dos Andradas, ampliamos as faixas, recapeamos. Isso é mais segurança para os motoristas. Rodovia dos Agricultores é uma obra importantíssima. É uma obra que está sendo realizada pela Rota das Bandeiras em parceria com a Prefeitura e o DAEV. Essa obra só saiu porque nós tivemos vontade política de ir atrás e forçar a barra que pudesse acontecer. É uma obra que está transformando a cara de Valinhos e estará totalmente concluída até o final do próximo ano. Vai possibilitar o desenvolvimento da nossa cidade naquela região, ter oportunidade de trazer indústrias.  

Deixe uma palavra para os eleitores.   
Essa Campanha será realizada muito mais em pequenas reuniões, nos bairros, com apoiadores, e através da mídias digitais como Facebook e Whatsapp, além dos informativos físicos, os jornais. Essa é a possibilidade de nos comunicarmos com os nossos eleitores.... Valinhos não precisa de ‘tapinha nas costas’ e ‘abraço na criancinha’. A cidade precisa de trabalho, de comprometimento, de gente séria. Eu não sou candidato a ‘miss’ simpatia. Sou candidato a prefeito. Valinhos precisa de administrador. Não precisa de aventureiro muito menos de enganador.... eu e Laís colocamos a Prefeitura em dia, a cidade no rumo certo. Essa é a Valinhos de verdade.