Professores e alunos reinventam Dia das Mães com ajuda da Plataforma Educa Digital

Professores e alunos reinventam Dia das Mães com ajuda da Plataforma Educa Digital

Com ajuda da Plataforma Educa Digital, os professores da Rede Municipal de Ensino de Valinhos buscaram inovar o Dia das Mães, em colaboração com os alunos. Algumas escolas desenvolveram projetos em conjunto para todos os anos, com adaptações por série. Outras escolas deixaram que cada professor recriasse a data com sua turma de alunos. O importante desta data neste ano foi lembrar que é importante estar junto de quem se ama.

“A pandemia trouxe novos desafios, tristeza com a morte de pessoas queridas e dificuldades econômicas para muitos. Nunca foi tão necessário se reinventar, sem perder a essência humana, como o amor de filho a uma mãe”, se emociona a prefeita Capitã Lucimara Godoy. Com esta ideia em mente, a direção das unidades escolares e professores recorreram à tecnologia e à criatividade para tornar o Dia das Mães uma data de aconchego, de bem-estar e superação.

“As escolas e os professores se esforçaram muito para que esta data não refletisse dor, mas sim, a vontade convicta de querer viver”, explica a secretária da Educação, Claudinéia Vendemiatti Serafim.

Na EMEB Gov. André Franco Montoro foi desenvolvido o Projeto Pessoa Especial, com alunos dos 2º ao 9º anos. A ideia foi criar um cartão, mas que se o aluno se sentisse à vontade, podia dar margem à sua imaginação de criar outras lembrancinhas, como um porta-retrato. “Pelo plataforma Educa Digital, os professores colocaram links de sugestão de cartões, além de colocar modelos para ajudar na customização”, adianta a coordenadora pedagógica Mirela Geraldi.

Também foi colocado um link para que os alunos tivessem ideias de tornar o dia especial para a pessoa especial. “São ideias de atividades para se fazer juntos, como assistir filmes, fazer uma receita, jogar e outros”, enumera a coordenadora. A escola propôs ainda que seja fotografada a atividade com o cartão, usando a tag #pessoaespecial. “O envio é opcional, mas faremos um vídeo com o material”, adiantou Mirela.

O objetivo da ideia foi não deixar o dia passar como mais uma data. “A Covid mexeu com todo mundo. Temos alunos que pegaram a doença, seus familiares ficaram internados e tiveram que conviver com a morte. O nosso olhar é para o emocional dele e de suas famílias, com o intuito de promover bem-estar e superação”, acrescentou.

A professora do Maternal I, Juliana Polidoro da Silva, CEMEI Prof. Osvaldo Muller, já em seu dia-a-dia não poupa esforços para que os alunos pequenos aprendam, divirtam-se e mantenham um ritmo de desenvolvimento físico, mental e emocional. “Reciprocidade e parceria! Não posso deixar de ressaltar o apoio das minhas auxiliares de educação infantil, da coordenação e direção”, explicou a professora sobre sua disposição em manter a qualidade no ensino.

Fazer vídeo com histórias, músicas, poemas, atividades corporais, brincadeiras é uma rotina em suas aulas. No Dia das Mães não foi diferente. Todos os dias teve um vídeo surpresa. Ela estimulou pequenos e calorosos gestos como presente às mães. Durante a semana teve mãe que recebeu um abraço, dançou junto com a criança, foi coberta de beijinhos e muitos outros agrados. “A escola sempre comemorou o Dia das Mães. Com a pandemia tivemos que nos reinventar, lembrando que há mães biológicas, mães-tias, mães-padrinhas, mãe-pai”, explica.

Ao longo dos próximos dias, após a data, ela aguarda receber muita novidade. Nos vídeos, ela estimula que os momentos sejam registrados. “Vá num jardim ou num cantinho da casa que você gosta e faça uma selfie com sua mamãe”, ensina. Teve criança que já enviou alguns registros, como a pequena Helena fazendo massagem na mãe, a Amanda.

A CEMEI Martinho Calzavara também trabalhou durante a semana com os alunos, por meio de uma extensa programação, que incluiu atividades como coordenação motora, artes, meio ambiente e outros temas, mas sempre ligadas com a família e, principalmente, a mãe. A professora Emilena, do Infantil I da A EMEI Professora Dirce Antônio (antiga Escola dos Cocais) fez um vídeo com imagens de mães e seus filhos, alunos da sua turma. Ela encerra o vídeo, compartilhando a imagem dos próprios filhos.
      
Neste momento de pandemia, em que a resistência é testada todos os dias, a única certeza é que o que se leva desta vida é a quantidade de amor que conseguimos dar.

Feliz Dia das Mães!