Professora Silvia Matelli se dedica à alfabetização há mais de 20 anos

Professora Silvia Matelli se dedica à alfabetização há mais de 20 anos

O Dia Mundial da Alfabetização é celebrado no dia 8 de setembro, data instituída pela ONU e a UNESCO em 1967 com a finalidade ensinar a ler, escrever, interpretar e incentivar a leitura. Estima-se que 1 bilhão de pessoas no mundo ainda não foi alfabetizada.

Em Valinhos a professora Silvia Matelli, 41 anos, professora da Rede Municipal e pós graduada em Educação Especial se dedica à alfabetização há mais de 20 anos.  Ela se formou em 1998, prestou concurso público e foi efetivada no cargo no ano seguinte. “Escolhi uma das vagas da EMEB Jorge Bierrenbach de Castro, onde trabalhei por 20 anos, e a mim foi atribuída uma classe de alfabetização”, afirma.

Apesar da satisfação profissional, o período de alfabetização é desafiador. “Requer muita dedicação e empenho, para que a criança alcance plenamente as habilidades do ler e escrever de forma autônoma”, completa. Para ela, o professor precisa instigar o interesse contínuo pelo aprender, mostrar que a conquista é possível e respeitar o tempo de cada um.

“A alfabetização é um momento único! O trabalho de um professor é contínuo e incessante, não há nada que nos faça deixar de planejar novas estratégias, novas atividades, uma maneira diferente de se trabalhar para que a descoberta das letras e sons, o decifrar de suas combinações se torne um momento mágico”, destaca.

Esse processo envolve uma série etapas e situações e uma das mais importantes é o estar junto, o contato, o olho no olho, a vibração e a alegria de cada conquista. “A cada vez que vejo no rostinho deles a expressão de surpresa, por não estarem seguros daquilo que estão lendo, ao receberem um ‘Muito bem’, ‘É isso mesmo’, ‘Você conseguiu’ é impagável”, conclui.