Precedente histórico: Nasa coloca astronautas em órbita em espaçonave privada

Precedente histórico: Nasa coloca astronautas em órbita em espaçonave privada

Nasa/Bill Ingalls

A espaçonave Crew Dragon da SpaceX no foguete Falcon 9 é lançada com os astronautas da Nasa Robert Behnken e Douglas Hurley no Centro Espacial Kennedy, na Flórida, em 30 de maio (Nasa/Bill Ingalls e Joel Kowsky)
A espaçonave Crew Dragon da SpaceX no foguete Falcon 9 é lançada com os astronautas da Nasa Robert Behnken e Douglas Hurley no Centro Espacial Kennedy, na Flórida, em 30 de maio (Nasa/Bill Ingalls e Joel Kowsky)

No último sábado, 30 de maio, a Nasa lançou dois astronautas dos EUA a bordo de uma espaçonave fabricada por uma empresa americana privada. A nave atracou com sucesso à Estação Espacial Internacional em 31 de maio.

Foi a primeira vez na história que os astronautas entraram na órbita da Terra em uma nave espacial de uma empresa comercial


Os astronautas Robert Behnken, em primeiro plano, e Douglas Hurley vão para a espaçonave antes do lançamento em 30 de maio no Centro Espacial Kennedy da Nasa, na Flórida

Os astronautas Robert Behnken e Douglas Hurley entraram em órbita a bordo da espaçonave Crew Dragon da SpaceX no foguete Falcon 9, depois de partirem do Centro Espacial Kennedy da Nasa na Flórida, como parte da missão SpaceX Demo-2 da Nasa.

O lançamento bem-sucedido faz parte do voo de teste final do Programa de Tripulação Comercial da Nasa. O programa, iniciado em 2011, conecta a indústria espacial americana privada com missões da Nasa para órbita baixa da Terra e voo da Estação Espacial Internacional.

Esta também é a primeira vez em quase uma década que a Nasa envia astronautas americanos para o espaço a partir de solo americano.

“Não preciso dizer a todos o quão emocionante é o primeiro lançamento de seres humanos para o espaço a partir do Centro Espacial Kennedy em nove anos”, disse Bob Cabana*, diretor do Centro Espacial Kennedy, em 26 de maio, acrescentando que a parceria em andamento da SpaceX foi “absolutamente extraordinária”.

Behnken e Hurley permanecerão na Estação Espacial Internacional para executar testes a fim de garantir que a sonda Crew Dragon possa permanecer conectada à estação por até 210 dias em futuras missões, de acordo com a Nasa*.

“Estou tão orgulhoso das pessoas da Nasa — de todas as pessoas que trabalharam juntas, nos âmbitos público e privado”, disse o presidente Trump* após o


O presidente Trump, à direita, o vice-presidente Pence, ao centro, e Karen Pence assistem ao lançamento da espaçonave SpaceX Crew Dragon no foguete Falcon 9 em 30 de maio no Kennedy Space Center da Nasa na Flórida (Nasa/Bill Ingalls)

Fonte:ShareAmerica

+ Fotos: