Alunos da rede municipal de ensino se preparam para nova edição da OBMEP

Alunos da rede municipal de ensino se preparam para nova edição da OBMEP

Os alunos do 6º ao 9º ano da rede municipal de Ensino de Valinhos se preparam para participar, no próximo dia 7 de junho, da 1ª fase da 17ª OBMEP, a Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas e Privadas. O objetivo é superar a marca de 2021 quando 20 alunos de escolas municipais da cidade foram premiados na competição com medalhas de prata, bronze e menções honrosas e 13 passaram em processos seletivos nas escolas técnicas da região em razão dos resultados que obtiveram na competição.

Para concorrer na OBMEP, todos os alunos do 6º e 7º ano e que farão a prova da primeira fase no nível 1, e os do 8º e 9º no nível 2, participam de uma série de atividades para se aperfeiçoarem no estudo da matemática. A OBMEP é um projeto nacional dirigido às escolas públicas e privadas brasileiras, realizado pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada - IMPA, com o apoio da Sociedade Brasileira de Matemática – SBM, e promovida com recursos do Ministério da Educação e do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações – MCTIC.

“A Prefeitura, com a coordenação da Secretaria de Educação, se orgulha de ter seus alunos participando de várias olimpíadas. Em 2021 tivemos uma enorme felicidade com o bom desempenho dos nossos alunos na OBMEP que comprova o quanto avançamos no processo pedagógico na cidade. Para a edição de 2022 também estamos com grandes expectativas, pois está sendo realizado um trabalho de base, inclusive com a utilização de jogos de raciocínio recém introduzidos na didática, o Mind Lab e o Majog, e de preparo com todos os alunos que estimula e aprofunda o conhecimento na disciplina de matemática. ”, destaca a prefeita Capitã Lucimara.

De acordo com a coordenadora da área de Matemática, Nathalia Scarlassari, os professores dos Anos Finais da rede municipal de ensino estão trabalhando com questões da 1ª fase da OBMEP dos níveis 1 e 2, que podem ser encontradas no site oficial da Olimpíada (www.obmep.org.br). No mesmo site, são disponibilizados simulados prontos para aplicar. “Esse movimento nas escolas é de suma importância para que os estudantes tenham a vivência da olimpíada antes mesmo dela acontecer. A orientação dos professores é fundamental, pois as questões da 1ª fase têm características singulares que enfatizam o raciocínio lógico, a descoberta de padrões e uma visão geométrica ampla. O foco não está na realização de cálculos, mas na resolução de problemas”, ressalta Nathalia.

Na EMEB Governador André Franco Montoro, os estudantes têm a oportunidade de participar de uma aula semanal para estudar as questões específicas da OBMEP, no chamado Clube da Matemática.

Alunos da EMEB Orestes Quércia, premiados em olimpíadas anteriores, participam do POTI (Polos Olímpicos de Treinamento Intensivo), espaço destinado a estudos voltados para a Olimpíada. O aluno Nathan Daniel de Camargo, do 8º ano, fala sobre sua impressão deste curso. “Estou gostando bastante, os professores são muito bons, eles ensinam bem, quando estamos com dúvida eles nos ajudam, lá é um lugar muito bom e estou curtindo muito, recomendo a todos participarem, vão aprender muitas coisas”.

O aluno Gabriel Kendy Ornelas Shigaki, do 8º ano da EMEB Orestes Quércia, também gosta de participar da preparação. “O curso é muito bom, os professores são muito amigáveis e tentam te ajudar sempre que você precisa. Mesmo tendo dificuldades, estou aprendendo e conseguindo resolver os exercícios e simulados. E os lanches que eles dão são muito bons”, fala Gabriel ao ressaltar que fez bastantes amigos no curso e é uma experiência que superou suas expectativas, pois está aprendendo muitas coisas.

A aluna Lívia Cremasco, do 9º ano da EMEB Orestes Quércia, sempre apresentou bom desempenho na OBMEP. Em 2021 ela recebeu a medalha de bronze e conquistou o direito de participar do PIC (Programa de Iniciação Científica Jr.). A aluna relata que gosta muito de participar do programa cujo objetivo principal é despertar a vocação científica do aluno, além de estimular a criatividade por meio do contato com problemas interessantes da Matemática.

“Valinhos está sempre em destaque na OBMEP, muitos estudantes são premiados com medalhas, menções honrosas e bolsas de estudos, e esta será mais uma oportunidade para os medalhistas dos anos anteriores se superarem”, avalia a secretária de Educação, Claudineia Vendemiatti Serafim.

2ª fase

Na 2ª fase, programada para o dia 8 de outubro, a prova é composta por 6 questões discursivas, na qual o aluno precisa desenvolver e registrar seu raciocínio de maneira clara e objetiva, é realizada nos centros de aplicação e acompanhadas por fiscais selecionados pela organização da OBMEP.

+ Fotos: