Grande SP reduz homicídios, latrocínios e todas as modalidades de roubo em 2019

Grande SP reduz homicídios, latrocínios e todas as modalidades de roubo em 2019

Furtos de veículos também tiveram queda na Região Metropolitana, assim como as extorsões mediantes sequestro no ano passado
Furtos de veículos também tiveram queda na Região Metropolitana, assim como as extorsões mediantes sequestro no ano passado

A Região Metropolitana de São Paulo encerrou o ano de 2019 com reduções nos indicadores de casos e vítimas de homicídios e latrocínios. Todas as modalidades de roubos e os índices de furtos de veículos e extorsões mediante sequestro também apresentaram redução. O balanço foi divulgado pela Secretaria da Segurança Pública na última sexta-feira (24).

Os casos homicídios dolosos recuaram 15,4% no ano, passando de 669 para 566. No indicador de vítimas a queda foi de 16,7%, 595 casos em 2019. São os menores totais das séries históricas, iniciadas em 2001. É a primeira vez que o indicador de vítimas de mortes intencionais fica abaixo de 700.

Com as variações, as taxas anuais reduziram para 6,16 casos e 6,48 vítimas de mortes intencionais para cada grupo de 100 mil habitantes. Os índices são os menores da série histórica.

As ocorrências de latrocínios recuaram 36,8%. Foram 43 ocorrências no ano passado, contra 68 em 2018. No indicador de vítimas de roubos seguidos de morte a queda foi de 34,8%, já que o total passou de 69 para 45. É o menor total já contabilizado pela análise histórica.

No mesmo período, a região metropolitana teve aumento de 0,8% nos casos de estupros, que tiveram 2.504 registros em 2019. Já as extorsões mediante sequestro caíram de sete para cinco – dois casos a menos.

 

Roubos e furtos

Também houve redução em todas as modalidades de roubos. Os roubos em geral recuaram 8,1%, com 5.174 casos a menos – passou de 64.233 para 59.059. Os roubos a banco caíram de cinco para três, apresentando a menor quantidade da série histórica.

Nos roubos de veículo a queda foi de 22,5% ou de 4.185 em números absolutos. Com 14.391 ocorrências no ano passado, ante 18.576 no ano de 2018. É o menor número da análise histórica e a primeira vez que são registrados menos de 15 mil boletins no período.

Nos últimos doze meses, os roubos de carga também diminuíram. Com recuo de 23,1%, o total passou de 2.399 no ano de 2018 para 1.844 em 2019. A tendência de queda se estendeu para furtos de veículos, que caíram 6,4%. Foram 23.179 casos em 2018 e 21.698 em 2019.

Outros indicadores

O trabalho realizado pelas três policiais resultou em 32.101 prisões e 6.489 flagrantes de tráfico de drogas, realizados em 2018. Ao longo do ano passado, os policiais da região metropolitana também apreenderam 1.853 armas de fogo.

+ Fotos: