Governo de SP prorroga quarentena até 22 de abril

Governo de SP prorroga quarentena até 22 de abril

A determinação será publicada no Diário Oficial desta terça-feira, dia 7.  A medida é constitucional, é uma determinação que deve ser seguida por todos os municípios do estado
A determinação será publicada no Diário Oficial desta terça-feira, dia 7. A medida é constitucional, é uma determinação que deve ser seguida por todos os municípios do estado

Em coletiva da imprensa sobre o coronavírus nesta segunda-feira, dia 6, o Governador de São Paulo, João Doria, ampliou a quarentena no estado até o dia 22 de abril. A determinação entra em vigor a partir desta quarta-feira, dia 8. A medida segue sem flexibilizações, e foi tomada para conter o avanço do coronavírus no estado. A determinação será publicada no Diário Oficial desta terça-feira, dia 7.

Para o governador, a medida é constitucional, é uma determinação que deve ser seguida por todos os municípios do estado.  "Sem essas medidas que temos tomado, no sentido de fazer um isolamento das pessoas, pelos cálculos, seriam 10 vezes mais casos do que os 4600", afirmou o secretário estadual de Saúde, José Henrique German.

A coletiva de imprensa contou com a presença do infectologista David Uip, que retornou dos 14 dias de isolamento, após ter contraído a doença. Uip reassume a coordenação do Centro de Contingência do Coronavírus. Antes dos anúncios, ele pediu a palavra ao governador e fez um relato sobre seu enfrentamento da doença.

"Felizmente, Deus me ajudou, e eu venci a quarentena. Não é fácil ficar isolado. Tive que me reinventar, criar um David novo", afirmou.

A determinação seguirá como a anterior, com o fechamento do comércio e mantendo apenas os serviços essenciais, como nas áreas de Saúde e Segurança.

Devem seguir funcionando durante a quarentena:

Hospitais, clínicas, farmácias e clínicas odontológicas;
Transporte público;
Transportadoras e armazéns;
Empresas de telemarketing;
Petshops;
Deliverys;
Supermercados, mercados e padarias;
Limpeza pública;
Postos de combustível.

Deverão seguir fechados:
Bares;
Restaurantes;
Cafés;
Casas noturnas;
Shopping centers e galerias;
Academias e centros de ginástica;
Espaços para festas, casamentos, shows e eventos;
Escolas públicas ou privadas.
*Bares, cafés e restaurantes podem manter o funcionamento em sistema de delivery e/ou drive thru.

Os hospitais, clínicas, farmácias e clínicas odontológicas, públicas ou privadas, devem seguir com o funcionamento normal.

As transportadoras, armazéns, serviços de transporte público, serviços de call center, petshops, bancas de jornais, táxis e aplicativos de transporte continuam funcionando com as orientações dos sanitaristas

Os serviços de Segurança Pública, tanto estadual, quanto municipais, continuam funcionando normalmente. Os bancos e lotéricas também continuam abertos. As indústrias devem continuam operando, já que não têm atendimento ao público em geral.

Já os bares e restaurantes devem fechar e só poderão atender por delivery. A medida também afeta as padarias de todo o estado que trabalham com refeições.