Bolsas da Europa fecham com maioria em alta, recuperando parte das perdas

Bolsas da Europa fecham com maioria em alta, recuperando parte das perdas

As bolsas da Europa fecharam em alta nesta quarta-feira, 26, à exceção de Frankfurt. Após fortes quedas nesta semana, em resposta à rápida disseminação do coronavírus pelo Velho Continente, o tom dos mercados foi de recuperação no pregão de hoje, mesmo que parcial. O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em leve alta, de 0,02%, perto da estabilidade, aos 404,62 pontos.

O coronavírus segue em foco. A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou hoje que não se deve ter pressa para classificar o surto como uma pandemia. Ainda assim, hoje, a Grécia reportou seu primeiro caso, enquanto na Itália, Espanha e Alemanha o número de infectados continua subindo e provocando mortes. Argélia entrou para a lista de países afetados pelo vírus.

Em relatório enviado a clientes, a BBH alerta que as autoridades de saúde ainda não declararam o surto atual como uma pandemia, mas que isso deve ser uma questão de tempo. A instituição lembra que há muitas dúvidas em torno do surto. "Essa cadeia oculta de infecção é irritante para o mercado, para dizer o mínimo", diz a nota.

Na falta de indicadores relevantes da economia do bloco, o mercado também esteve de olho nos balanços de grandes empresas da região. A montadora francesa Peugeot divulgou lucro e receita maiores que o previsto para 2019 e a companhia elétrica espanhola Iberdrola também superou as expectativas de lucro anual. A ação da Peugeot subiu 4,75% em Paris, a da Iberdrola teve valorização de 4,69% em Madri.

Em Londres, o FTSE-100 fechou em alta de 0,35%, a 7.042,47 pontos, e o CAC-40 avançou 0,09% em Paris, a 5.684,55 pontos. Em Madri, o Ibex 35 fechou em alta de 0,71%, a 9.316,80 pontos.

Em Lisboa, o PSI-20 registrou alta de 0,63%, a 5.110,34 pontos. Em Milão, após o tombo do início da semana, o FTSE MIB conseguiu fechar no território positivo, com a maior alta entre as bolsas europeias, de 1,44%, com 23.422,54 pontos. Destaque para as ações da Fiat, que fecharam em valorização de 4,60%.

Em Frankfurt, o índice DAX-30 fechou em queda de 0,12%, com 12.774,88 pontos, na contramão dos demais índices.