Versão sobre a saga de Anne Frank é apresentada no Castro Mendes

Versão sobre a saga de Anne Frank é apresentada no Castro Mendes

“Ideais e lutas de Anne Frank ainda estão presentes hoje, em qualquer território”, diz o grupo teatral
“Ideais e lutas de Anne Frank ainda estão presentes hoje, em qualquer território”, diz o grupo teatral

O Teatro Castro Mendes recebe o espetáculo “Eu sou eu, Anne Frank – Estripulia teatral em cinco quadros e uma chegança”, do coletivo Alumiah Teatro, nesta sexta, 14 de junho, às 20h.

A montagem, dirigida por Luiz Carlos Laranjeiras, traz as visões e inquietações de artistas contemporâneos sobre as vivências e agruras da jovem refugiada judia Anne Frank, na Segunda Guerra Mundial. O elenco reúne as atrizes Jessica Santoro, Karine Azevedo, Lali Santoro, Letícia Justiniano, Luana Marques, Cristiane Leite e Lívia Porto.

"Como ler o diário de Anne Frank no século 21?", questionam os atores. “Eu sou eu, Anne Frank” mostra as múltiplas faces da figura feminina que tem o mais conhecido relato pessoal acerca da sobrevivência dos judeus durante a guerra. "É possível identificar os ideais e a luta de Anne Frank nas mulheres de hoje e de qualquer época e território", refletem.

 

Serviço

Espetáculo “Eu sou eu, Anne Frank – Estripulia teatral em cinco quadros e uma chegança”

Quando: sexta, 14 de junho, às 20h
Onde: Teatro Castro Mendes (Praça Correa de Lemos, s/n. Vila Industrial.  Campinas)
Ingressos antecipados: R$10,00 na bilheteria do teatro até a véspera do espetáculo. No dia, R$40 (inteira) e R$20 (meia)

Classificação livre