Não é por acaso

Não é por acaso

Assessoria Prefeitura de Valinhos

O grupo Step Company, do Centro Cultural Vicente Musselli, participará do 34º Festival de Dança de Joinville, de 20 a 30 de julho. O grupo, que representará a cidade na categoria duo sênior de Danças Urbanas, levará aos palcos a coreografia “Não é acaso”, orientada pela professora Vanessa Franca. A última vez que a cidade participou da competição se classificando foi em 1999.
“A seleção é muito difícil. Nessa categoria teve 51 inscritos, passaram quatro coreografias”, comemora Vanessa Franca. O duo é composto pelos dançarinos Felippe Favero e Vinícius Junqueira. “Se alcançarmos o primeiro lugar, que é a meta, os dançarinos recebem uma premiação em dinheiro e dançam na noite dos campeões”, adianta.
Segundo a coordenadora de dança do Centro Cultural, Marisley Marques, todos os anos, a cidade participa do festival por meio de uma seleção rigorosa para conseguir uma vaga para competir ou para mostra aberta. “Começamos a participar em 1997 com o grupo de dança Compasso, de Jazz. Mais tarde, o Corpo de Baile, também veio a participar somente da mostra”, explicou.
O Grupo Compasso ficou em terceiro lugar em 1999. “O Corpo de Baile não recebeu premiação, porém, participou da competição ficando entre os seis melhores no início dos anos 2000”, relembra a coordenadora. Conforme ela, hoje o festival é considerado internacional. “Ser aprovado é um mérito. Cada coreografia compete com, no mínimo, 200 trabalhos e por categoria são aprovados seis trabalhos ou menos”, diz.
Para a mostra competitiva foram selecionadas 205 coreografias de 126 grupos do Paraguai e 14 estados do Brasil, distribuídos nos diferentes gêneros, como Balé Clássico de Repertório, Balé Neoclássico, Dança Contemporânea, Danças Populares, Danças Urbanas, Jazz e Sapateado.
O estado com o maior número de coreografias é São Paulo, com 89.

 

205
coreografias foram selecionadas para o festival de danças de Joinville

 

Da Redação