Dia do Trabalho: Mônica e Franco se reinventaram na pandemia

Dia do Trabalho: Mônica e Franco se reinventaram na pandemia

O Dia do Trabalho, comemorado no dia 1º de Maio, teve origem em 1886 quando trabalhadores norte americanos fizeram uma paralisação para reivindicar melhores condições de trabalho. Desde então, diferentes comemorações e ações de conscientização se espalharam pelo mundo.

A busca por oportunidades melhores tem marcado esta geração e a pandemia da Covid-19, voluntária ou involuntariamente, intensificou esta realidade levando muitas pessoas a se arriscarem, saírem da zona de conforto e inovarem. É o caso da valinhense Mônica Cristina Pinto, 38 anos, que após 15 anos na área financeira decidiu trabalhar com artesanato juntamente com o marido Franco Perez Crisanti.

“Na pandemia, meu marido ficou afastado do serviço e precisávamos fazer alguma coisa para que ele pudesse ocupar o tempo dele e ganhar uma renda extra. Surgiu o artesanato, inicialmente começamos só com os sabonetes artesanais e hoje nós estamos com vários outros produtos, como aromatizadores de varetas, Home Sprays, Água de lençóis, saches aromatizadores, hidratantes corporais”, explica Monica.

Para ela, o maior desafio nessa mudança era a aceitação dos produtos. “O maior desafio é fazer com que as pessoas aceitem os produtos novos. Então fizemos várias amostras e saímos distribuindo e deu super certo”, comemora. Assim nasceu a Bolle Artesanali, que pode ser encontrada no Instagram @bolle_artesanali e Whatsapp (19) 99193-1334.

Agora eles se alegram com o resultado do esforço ao longo deste tempo e fazem planos para o futuro. “Queremos nos especializar e oferecer produtos de ainda mais qualidade para que nossos clientes estejam sempre satisfeitos com o produtos que estão adquirindo”, conclui.

+ Fotos: