Concon é nomeado coordenador do Núcleo de Endoscopia Bariátrica da SBCBM

Concon é nomeado coordenador do Núcleo de Endoscopia Bariátrica da SBCBM

Cirurgião bariátrico e endoscopia completou recentemente 4,5 mil cirurgias bariátricas
Cirurgião bariátrico e endoscopia completou recentemente 4,5 mil cirurgias bariátricas

O cirurgião bariátrico e endoscopista Admar Concon Filho foi nomeado coordenador do Núcleo de Endoscopia Bariátrica da SBCBM (Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica) para a gestão 2021-2022. Com 4,5 mil cirurgias bariátricas no currículo, Concon foi um dos primeiros médicos a realizar a endossutura gástrica na região de Campinas. No ano passado, ele também fez parte do primeiro grupo de cirurgiões do país que receberam Certificação e Acreditação em Cirurgia Bariátrica pela SBCBM.

“Fiquei muito feliz com essa nomeação. Já sou membro titular da SBCBM e da SOBED (Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva), mas ocupar um cargo tão importante realmente é uma honra. A Sociedade tem trabalhado muito nos últimos anos para deixar a cirurgia bariátrica cada vez mais segura, e isso reflete diretamente no tratamento oferecido aos pacientes”, comenta Concon. “Esse reconhecimento é resultado de um trabalho sério de toda a nossa equipe, que é muito competente, comprometida, experiente e está sempre atualizada com o que há de mais moderno”, destaca, referindo-se ao GCBV (Grupos de Cirurgia Bariátrica de Valinhos).

O GCBV foi fundado por Concon em 1998 e é formado por uma equipe multidisciplinar, que oferece todo o acompanhamento para o paciente bariátrico desde o pré até o pós-operatório. “Temos, além de cirurgião bariátrico, nutricionista, psicólogo, fonoaudiólogo, enfermeira, endocrinologista, enfim, uma equipe completa para o atendimento do paciente durante todo o processo”, afirma.

Endossutura bariátrica

A equipe liderada por Concon foi uma das primeiras a trazer para a região, em 2017, a Endossutura Gástrica, um procedimento endoscópico que reduz o tamanho do estômago do paciente em cerca de 60%. O paciente chega a eliminar de 15% a 20% do seu peso inicial. Diferentemente da cirurgia bariátrica, que é indicada para pessoas com IMC (Índice de Massa Corpórea) acima de 40 ou com IMC de 35 a 40, desde que comprove doenças associadas à obesidade, a Endossutura Gástrica pode ser realizada em pacientes com IMC de 30 a 35, que são aqueles com obesidade leve, considerada de grau 1, ou em pacientes com obesidade grau 2 (IMC entre 35 e 39,9), mas sem comorbidades e que, portanto, não possuem indicação para a bariátrica.

Além da Endossutura Gástrica, Concon realiza outros procedimentos endoscópicos pioneiros, como o Stretta, para casos de refluxo; o TORE e o plasma de argônio, para recidiva de peso após a cirurgia bariátrica.
Sobre Admar Concon Filho.

Dr. Admar Concon Filho é cirurgião bariátrico, cirurgião do aparelho digestivo e médico endoscopista. Palestrante internacional, presidente do Hospital e Maternidade Galileo e fundador e coordenador do Grupo de Cirurgia Bariátrica de Valinhos. Também é membro titular e especialista pelo Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva, Colégio Brasileiro de Cirurgiões e Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva, além de membro titular e coordenador do Núcleo de Endoscopia Bariátrica da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica e membro da International Federation for the Surgery of Obesity and Metabolic Disorders. CRM – 53.577